Exportar registro bibliográfico

Políticas de estabilização recentes de Argentina e Brasil e a estratégia de interação econômica proposta com o Mercosul (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: NICOLINI, ELIZETE REGINA - PROLAM
  • Unidade: PROLAM
  • Subjects: INTEGRAÇÃO ECONÔMICA; INTEGRAÇÃO ECONÔMICA; MERCADO COMUM DO CONE SUL; ESTABILIZAÇÃO ECONÔMICA (POLÍTICA); ESTABILIZAÇÃO ECONÔMICA (POLÍTICA)
  • Language: Português
  • Abstract: Esta dissertação aborda as políticas de estabilização recentes adotadas na Argentina e no Brasil e o encaminhamento do processo de integração entre os dois países com a criação do Mercosul durante os anos 90. Neste período, o Plano de Convertibilidade, implantado na Argentina, em 1991, e o Plano Real, no Brasil, em 1994, ambos de cunho liberal, foram eficazes no combate à inflação e, amparados pelas reformas institucionais, modificaram o padrão econômico dos países. Ao mesmo tempo, o projeto de integração econômica, iniciado pelos países desde os anos 80, foi acelerado, resultando na formação de uma união aduaneira, em 1995, que incluiu também Paraguai e Uruguai. O objetivo desta pesquisa foi apresentar as políticas de estabilização e tentar identificar quais foram suas principais implicações sobre o projeto Mercosul. Para isto, a metodologia utilizou-se da exposição dos principais fatos e da análise dos dados comerciais e dos acordos firmados entre os países. Foram retratadas e analisadas as principais medidas das políticas econômicas dos dois países, bem como a lógica de condução dos planos. Também foi feita uma retrospectiva do processo de integração entre Brasil e Argentina, enfocando as motivações externas e internas que impulsionaram o avanço do processo durante os anos 90 e os seus desdobramentos recentes. Por fim, foi analisada a integração comercial através da pauta de comércio exterior dos países membros do acordo regional. Dada adinâmica do tema estudado e a carência de literatura consolidada sobre o assunto, algumas das implicações das políticas de estabilização sobre o Mercosul foram encontradas, à princípio, no impacto benéfico que elas tiveram sobre o crescimento do comércio intra-regional e na aceleração do projeto de integração. Posteriormente, constatou-se os retrocessos e incertezas que a iniciativa sofreu como conseqüência dos rumos seguidos pelas políticas econômicas dos países
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.06.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NICOLINI, Elizete Regina; MELLO, Leonel Itaussu Almeida. Políticas de estabilização recentes de Argentina e Brasil e a estratégia de interação econômica proposta com o Mercosul. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Nicolini, E. R., & Mello, L. I. A. (2001). Políticas de estabilização recentes de Argentina e Brasil e a estratégia de interação econômica proposta com o Mercosul. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Nicolini ER, Mello LIA. Políticas de estabilização recentes de Argentina e Brasil e a estratégia de interação econômica proposta com o Mercosul. 2001 ;
    • Vancouver

      Nicolini ER, Mello LIA. Políticas de estabilização recentes de Argentina e Brasil e a estratégia de interação econômica proposta com o Mercosul. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021