Exportar registro bibliográfico

Contribuição à gênese do depósito primário polimetálico (Sn, W '+ OU -' Zn, Cu, Pb) Correas, Ribeirão Branco (SP) (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated author: GORAIEB, CLAUDIO LUIZ - IGC
  • School: IGC
  • Sigla do Departamento: GGE
  • Subjects: AMOSTRAGEM DE DEPÓSITOS MINERAIS; METALOGÊNESE
  • Language: Português
  • Abstract: O depósito primário polimetálico (Sn, W, Zn, Cu, Pb) Correas, situa-se em terrenos pré-cambrianos da Faixa Ribeira, na porção sul do Estado de São Paulo. Dados geológicos obtidos em etapas de mapeamento e sondagem, juntamente com estudos petrográficos, geoquímicos, isotópicos e de inclusões fluidas, apontam para a relação espacial e genética de mineralização com rochas graníticas muito fracionadas (topázio-muscovita-albita granitos) do Maciço Correas. Essas rochas, ligeiramente peraluminossas, apresentam características químicas, mineralógicas e isotópicas (Rb-Sr, Sm-Nd e 'delta''POT. 18'O) semelhantes a granitos do Tipo A e granitos muito fracionados do Tipo I. Também são muito similares a topázios-granitos, um grupo especial de rochas félsicas, enriquecidas em F e elementos litófilos, às quais, vários depósitos de metais raros encontram-se associados. Os principais tipos morfológicos que abrigam a mineralização de estanho e tungstênio são: veios, bolsões e stockworks de quartzo, bordejados por greisens (mica-topázio-quartzo-greisen e brecha-greisen), com porções de brechas associadas. os minerais de minério mais abundantes no depósito são cassiterita e wolframita, seguidos de pirita, esfalerita e calcopirita. Os principais minerais de ganga são quartzo, topázio, fluorita e micas (muscovita, fengita, siderofilita, protolitionita e zinvaldita). Etapas sucessivas de hidrofraturamento, circulação de fluidos, alteração/precipitação e fechamento defraturas, associados com processos de efervescência ou 'boiling', teriam sido responsáveis pela formação dos veios e 'stockworks'. A dinâmica e a seqüência de eventos propostos, baseou-se nas evidências de aprisionamento heterogêneo das inclusões fluidas, em condições de pressão flutuante (imiscibilidade/efervescência), o que é corroborado pelas características morfológicas dos corpos de minério. O estudo de inclusões fluidas indicou a presença de um fluido tipicamente ) magmático (CO2 '+ OU -'CH4, H2O, NaCl, KCI, FeCI2), parcialmente misturado com fluidos meteóricos, o que foi confirmado pelo estudo de isótopos estáveis de oxigênio e hidrogênio. Os valores de 'delta' 'POT. 18'O do quartzo, relativos aos principais tipos morfológicos do depósito, são pouco variáveis (9.9 a 10.9°/oo - média de 10.5°/oo), o que sugere uma deposição em condições geoquímicas semelhantes, a partir de fluidos tipicamente magmáticos. A composição isotópica da água ('delta' 'POT. 18'O = 4.13 a 6.95 °/oo), estimada indiretamente nos veios de quartzo 'stockwork', também apresenta valores pouco variáveis e compatíveis com fontes magmáticas (usualmente em torno de 6 a 8°/oo), cujo pequeno decréscimo pode ter sido causado por reequilíbrio, a temperatura mais baixa, com rochas ígneas já cristalizadas. Fases micáceas fluor-litiníferas em mica greisens tardios, mostram valores 'delta' 'POT. 18'O (4.7 a 5.2°/oo) significativamente rebaixados em relação às taxas de 'delta' 'POT. 18'O doquartzo (10.5°/oo), evidenciando a interação com água meteórica. A introdução de uma nova fase aquosa, com caracterísitcas mais redutoras, teria provocado mudanças nas condições físico-químicas de oxi-redução do sistema hidrotermal e favorecido a deposição de sulfetos. As temperaturas de deposição do minério estano-tungstenífero, estimadas através de curvas experimentais dos pares minerais quartzo-cassiterita e quartzo-wolframita, presentes no veios de quartzo stockwok, situam-se no intervalo entre 460'GRAUS' e 330 'GRAUS'C (média de 395'GRAUS''+ OU -' 65'GRAUS'C). Para a ganga quartzosa, os dados de inclusões fluidas fornecem intervalos de temperatura variáveis entre 440'GRAUS' e 210'GRAUC (média de 325'GRAUS' '+ OU -' 115'GRAUS'C), com presões variando entre 2.6 e 0.8 Kbars. Os dados isotópicos indicam que, durante os estágios iniciais de desenvolvimento do sistema hidrotermal, predominaram processos tipicamente ) magmáticos, envolvendo reequilíbrio, a temperaturas subsólidas ('APROXIMADAMENTE IGUAL A'650'GRAUS'C), de um fluido de derivação magmática com o granito do qual foi exsolvido, além de fracionamentos do tipo CO2-H2O, 'CH IND. 4'-'H IND. 2 O', 'H IND. 2 O'-melt e 'H IND. 2'-'H IND. 2 O'. Nos estágios mais avançados de evolução fluidal, etapas sucessivas de fraturamento devem ter favorecido a percolação de fluidos meteóricos, bem como o decréscimo da temperatura, passando a predominar um sistema convectivo predominantemente meteórico-hidrotermal.Vários aspectos geológicos, mineralógicos, paragenéticos, geoquímicos, isotópicos, etc., intrínsecos ao depósito Correas, assemelham-se mais àqueles relativos aos depósitos do tipo " Sistemas de Veios (Sn-W)", do que aos depósitos relacionados a sistemas hidrotermais do tipo "Cobre Pórfiro", ambos estudados detalhadamente em escala mundial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.08.2001
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GORAIEB, Cláudio Luis; BETTENCOURT, Jorge Silva. Contribuição à gênese do depósito primário polimetálico (Sn, W '+ OU -' Zn, Cu, Pb) Correas, Ribeirão Branco (SP). 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44133/tde-11112015-144044/pt-br.php >.
    • APA

      Goraieb, C. L., & Bettencourt, J. S. (2001). Contribuição à gênese do depósito primário polimetálico (Sn, W '+ OU -' Zn, Cu, Pb) Correas, Ribeirão Branco (SP). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44133/tde-11112015-144044/pt-br.php
    • NLM

      Goraieb CL, Bettencourt JS. Contribuição à gênese do depósito primário polimetálico (Sn, W '+ OU -' Zn, Cu, Pb) Correas, Ribeirão Branco (SP) [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44133/tde-11112015-144044/pt-br.php
    • Vancouver

      Goraieb CL, Bettencourt JS. Contribuição à gênese do depósito primário polimetálico (Sn, W '+ OU -' Zn, Cu, Pb) Correas, Ribeirão Branco (SP) [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44133/tde-11112015-144044/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020