Exportar registro bibliográfico

Estudo da recidiva em pacientes com má-oclusão de Classe II, tratados pela técnica do arco de canto com extrações de pré-molares pertencentes às categorias de crescimento de Petrovic (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MORO, ALEXANDRE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAO
  • Subjects: ORTODONTIA; MALOCLUSÃO DE ANGLE CLASSE II
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento ortodôntico possui diversos objetivos, sendo que um dos mais importantes é a estabilidade das correções alcançadas, entretanto, após várias décadas de estudos, ficou evidenciado que a estabilidade do alinhamento dos dentes é altamente variável e amplamente imprevisível. Considerando que é de grande valia para os ortodontistas clínicos a possibilidade de se prever prováveis alterações oclusais no periodo pós-tratamento, resolvemos investigar a recidiva, motivados pelos aspectos promissores da análise de PETROVIC/LAVERGNE em relação ao seu prognóstico. A amostra utilizada neste estudo consistiu de 100 pacientes leucodermas, com média de idade inicial de 12 anos e 4 meses, de ambos os sexos, com má-oclusão de Classe II, pertencentes às categorias de crescimento de PETROVIC, tratados pela técnica do Arco de Canto Simplificada e aparelho extrabucal com extrações de quatro pré-molares. As telerradiografias laterais e os modelos de estudo das fases inicial, final e de pós-contenção (média de 10 anos) foram avaliados utilizando-se as análises de modelos, a cefalométrica convencional e a de JOHNSTON JÚNIOR, para a comparação da recidiva entre os grupos. Como resultado, foi encontrado que, sob o ponto de vista clínico, os pacientes da categoria 4 apresentaram melhor estabilidade do alinhamento dos incisivos inferiores no período pós-tratamento, tendo um resultado satisfatório em 78,57% dos casos. O crescimento da maxila e da mandíbula não apresentou umacorrelação significante com a recidiva do apinhamento dentário ântero-inferior. Os pacientes da categoria 1 apresentaram menor tendência enquanto, os pacientes da categoria 3 apresentaram maior tendência para o aumento do trespasse vertical após o tratamento ortodôntico. De forma geral, os principais fatores responsáveis pela recidiva das relações molar e incisal foram, respectivamente, as mesializações dos molares e incisivos superiores. E, ao se ) considerar as alterações totais em todas as categorias estudadas, o crescimento/deslocamento anterior da mandíbula foi o principal responsável pela correção das relações molar e incisal. Os pacientes pertencentes aos grupos com rotação neutra e posterior apresentaram uma rotação mandibular em sentido anti-horário (anterior) durante os períodos de tratamento de pós-tratamento. A rotação mandibular não apresentou uma relação significativa com a recidiva do apinhamento dos incisivos inferiores pós-tratamento. A análise do perfil facial na fase de pós-contenção foi mais satisfatória nos pacientes das categorias 1, 2 e 3, enquanto os pacientes das categorias 4 e 5 apresentaram o perfil acentuadamente retruído
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.05.2001
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORO, Alexandre; FREITAS, Marcos Roberto de. Estudo da recidiva em pacientes com má-oclusão de Classe II, tratados pela técnica do arco de canto com extrações de pré-molares pertencentes às categorias de crescimento de Petrovic. 2001.Universidade de São Paulo, Bauru, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-11032005-144426/ >.
    • APA

      Moro, A., & Freitas, M. R. de. (2001). Estudo da recidiva em pacientes com má-oclusão de Classe II, tratados pela técnica do arco de canto com extrações de pré-molares pertencentes às categorias de crescimento de Petrovic. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-11032005-144426/
    • NLM

      Moro A, Freitas MR de. Estudo da recidiva em pacientes com má-oclusão de Classe II, tratados pela técnica do arco de canto com extrações de pré-molares pertencentes às categorias de crescimento de Petrovic [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-11032005-144426/
    • Vancouver

      Moro A, Freitas MR de. Estudo da recidiva em pacientes com má-oclusão de Classe II, tratados pela técnica do arco de canto com extrações de pré-molares pertencentes às categorias de crescimento de Petrovic [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25134/tde-11032005-144426/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021