Exportar registro bibliográfico

Análise empírica do Dividend Yield das ações brasileiras (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: BUENO, ARTUR FRANCO - FEA
  • Unidade: FEA
  • Sigla do Departamento: EAC
  • Subjects: INVESTIMENTOS; DIVIDENDOS
  • Language: Português
  • Abstract: Na teoria de finanças, o papel dos dividendos nas cotações é um tema controverso, uma vez que há basicamente três teorias que abordam sua relevância para o valor das ações e, em consequência, para a riqueza dos acionistas. A primeira delas propõe que os investidores dão preferência ao recebimento de dividendos em vez de maiores, mas incertos, ganhos de capital de futuros. Em oposição, calcada nos diferenciais de impostos entre os dividendos e os ganhos de capital, a segunda corrente estabelece que, em razão das vantagens tributárias, os ganhos de capitais são preferíveis aos (indesejáveis) dividendos. Desde a proposição de irrelevância dos dividendos de Miller & Modigliani (1961) M&M, uma terceira teoria revela que o valor de uma ação é função de seu lucro e não de seus dividendos. Além disso, as descobertas empíricas que originaram a Teoria de Movimento Aleatório das cotações e seu conceito mais abrangente, a Hipótese de Mercado Eficientes de Capitais (HME) não apenas contradizem a Análise Técnica, mas também impõem um desafio à declarada habilidade superior da Análise Fundamentalista em gerar retornos superiores com base em fatores ou variáveis contábeis, financeiros e econômicos, tais como o dividend yield (retorno de dividendos). A fim de verificar a relação entre dividend yields e as taxas de retornos das ações, bem como a viabilidade de uma estratégia baseada em dividend yields históricos de "bater" o mercado, durante o período que vai do Plano Realem julho de 1994 a dezembro de 1999, foram construídas, mensalmente, três diferentes carteiras (alto, baixo e zero). Seus riscos, seus retornos e indicadores de desempenho ajustados ao risco foram calculados e comparados entre si e com seu paradigma (benchmark), o Índice da Bolsa de Valores de São Paulo - Ibovespa. Em geral, as diversificadas carteiras selecionadas pelos níveis de dividend yield não possuem diferenças significativas nos retornos médios, mesmos quando comparadas com o Ibovespa. O pequeno tamanho das amostras e as elevadas volatilidades (variâncias), entretanto, podem ter contribuído para a aceitação das hipóteses nulas (os retornos são iguais). A evidência empírica é incapaz de sugerir que as ações de altos dividend yield tendem a possuir maiores ou menores taxas de retorno que as ações de baixo ou zero yield. Ademais, as evidências sugerem qua não é possível demonstrar, usando o método empírico aplicado, uma clara associação entre dividend yield e taxas de retorno das ações. Assim, como nenhuma das carteiras permite mostrar consistentes desempenhos superiores nem inferiores, qualquer investidor que tente "bater" o mercado por meio dessa estratégia deve levar esse fator em conta. Como se trata de uma investigação delimitada, os resultados não podem ser generalizados. Além disso, evidências empíricas adicionais do poder do dividend yield fazem-se necessárias
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2000
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BUENO, Artur Franco; CORRAR, Luiz. Análise empírica do Dividend Yield das ações brasileiras. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-01032002-120517/ >.
    • APA

      Bueno, A. F., & Corrar, L. (2000). Análise empírica do Dividend Yield das ações brasileiras. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-01032002-120517/
    • NLM

      Bueno AF, Corrar L. Análise empírica do Dividend Yield das ações brasileiras [Internet]. 2000 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-01032002-120517/
    • Vancouver

      Bueno AF, Corrar L. Análise empírica do Dividend Yield das ações brasileiras [Internet]. 2000 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-01032002-120517/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021