Exportar registro bibliográfico

Avaliação da corrosão eletroquímica em aços inoxidáveis AISI 304 e 316 sinterizados e proteção superficial via filmes cerâmicos sol-gel (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, MAURICIO SIMOES DE - ENGMAT
  • Unidade: ENGMAT
  • Assunto: ELETROQUÍMICA
  • Language: Português
  • Abstract: A corrosão em aços convencionais, em vários meios agressivos, já vem a um tempo relativamente longo sendo estudada. Todavia existe uma categoria, que é similar a esses materiais, que não foi ainda muito explorada, que são os aços sinterizados. Esses materiais podem apresentar aplicações interessantes e a um custo relativamente baixo, pois eles são obtidos pela metalurgia do pó, que é uma técnica de preparação, onde os produtos obtidos podem apresentar uma forma final desejada, sem precisar passar por toda uma etapa de usinagem, comum aos aços convencionais. Partindo do que foi exposto acima, filmes cerâmicos de Si'O IND.2' e Zr'O IND.2' obtidos por sol-gel, foram depositados pela técnica de imersão, sobre aços AISI 304e 316 sinterizados, fornecidos pela empresa Metal pó. Esses filmes foram densificados a 500 e a '800 GRAUS'C por 2 horas. O objetivo desses revestimentos é a proteção desses aços, contra a corrosão, em meios agressivos. Os aços 304 e 316 sinterizados foram submetidos a testes de corrosão, antes da deposição dos filmes sem e com tratamento térmico, e após adeposição dos filmes. Os ensaios foram feitos em dois meios distintos: em 'H IND.2'S'O IND.4' 15% em peso e em NaCl 3% em peso. As técnicas de corrosão empregadas no estudo destes materiais foram a Potenciodinâmica e 'E IND.corr' X t. Nos ensaios de corrosão, realizados em 'H IND.2'S'O IND.4', o aço 304 como recebido apresentou uma taxa de corrosão dede 4,6 mm/ano, ao revestir-se essematerial, esse parâmetro caiu para 2,6 mm/ano para o revestimento de Si'O IND.2' e 2,1 mm/ano para Zr'O IND.2'. Para o aço 316, não houve uma diminuição significativa na taxa de corrosão com a aplicação do revestimento cerâmico. Com relação aos ensaios feitos em NaCl, a análise qualitativa das curvas potenciodinâmicas mostrou que o aço 304 revestido com filme de Si'O IND.2' apresenta uma redução na taxa de corrosão comparativamente a esse material como recebido. ) Isto sendo observado no deslocamento das curvas potenciodinâmicas, do material revestido, de cinco ordens de grandeza para valores mais baixos de corrente. Não se observou um deslocamento apreciável da curva potenciodinâmica para o revestimento de Zr'O IND. 2'. Análise qualitativa semelhante, com relação às curvas potenciodinâmicas, foi feita para o aço 316, mostrando um deslocamento de seis ordens de grandeza dessas curvas para valores mais baixos de corrente de passivação do aço revestido com Zr'O IND.2' comparativamente a este material como recebido. Com relação ao revestimento de Si'O IND.2', não se observou um deslocamento apreciável da curva potenciodinâmica para valores mais baixosde corrente. As variações na morfologia desses materiais sem e com filme, antes e após os ensaios de corrosão, foram observadas por MEV. Verificou-se que o filme de Si'O IND.2'depositado sobre o aço 304 sinterizado recobre a superfície de forma mais homogênea que o filme de Zr'O IND.2', ambos possuem aspectoparticulado e após ensaio de corrosão o primeiro filme apresenta degradação, mas não se observam danos na superfície deste aço. No caso do aço 316 sinterizado, nota-se comportamento semelhante, no entanto para o revestimentode Zr'O IND.2', após teste de corrosão, observa-se danos sobre a superfície deste aço. Foram também geradas imagens por MFA dos filmes sol-gel. Observa-se que os filmes de Si'O IND.2' e Zr'O IND.2' depositados sobre os dois tipos de aço são relativamente rugosos. Além dessas caracterizações, determinou-se a porosidade e a densidade desses aços por Porosimetriaa Hg, onde se observou uma porosidade percentual de 15% para o aço 304 sinterizado e de 12% para o aço 316 sinterizado. A composição química desses aços sinterizados, como recebido,foi estimada por espectrometria de emissão atômica. Observou-se que o conteúdo de carbono nos dois materiais foi de 0,101% em peso para o ) aço 304 e 0,167% em peso para o aço 316. O conteúdo elevado de carbono pode levar ao fenômeno de sintetização, isto sendo confirmado por teste metalográfico, EDX e MEV. A composição química superficial desses materiais foi estimada por EDX, revelando um aumento apreciável no conteúdo de Cr, isto sendo atribuído à formação de 'Cr IND. 2''O IND. 3', devido ao tratamento térmico. a difração de raios X confirmou a presença deste óxido, entre outros
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.02.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Maurício Simões de; AVACA, Luís Alberto. Avaliação da corrosão eletroquímica em aços inoxidáveis AISI 304 e 316 sinterizados e proteção superficial via filmes cerâmicos sol-gel. 2001.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2001.
    • APA

      Lima, M. S. de, & Avaca, L. A. (2001). Avaliação da corrosão eletroquímica em aços inoxidáveis AISI 304 e 316 sinterizados e proteção superficial via filmes cerâmicos sol-gel. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Lima MS de, Avaca LA. Avaliação da corrosão eletroquímica em aços inoxidáveis AISI 304 e 316 sinterizados e proteção superficial via filmes cerâmicos sol-gel. 2001 ;
    • Vancouver

      Lima MS de, Avaca LA. Avaliação da corrosão eletroquímica em aços inoxidáveis AISI 304 e 316 sinterizados e proteção superficial via filmes cerâmicos sol-gel. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021