Exportar registro bibliográfico

Sílico-tuberculose em pacientes atendidos em centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: BUSICO, MARICY APARECIDA MASINI - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSA
  • Subjects: SAÚDE OCUPACIONAL; ESTUDOS RETROSPECTIVOS; SAÚDE PÚBLICA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Analisar aspectos diagnósticos, de tratamento e evolução da tuberculose em portadores de silicose, em Centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo. Métodos: Estudo retrospectivo, descritivo, realizado através do levantamento e análise de prontuários médicos de uma população pré estabelecida, no período de 1982 à 1999, com 82 pacientes com silicose e, destes, 44 desenvolveram tuberculose. Foi estabelecido um grupo de controle, obedecendo os seguintes critérios de pareamento: dois controles para cada caso, mesmo período de admissão, sexo masculino, faixa etária com intervalo de cinco anos e todos portadores de tuberculose pulmonar bacilífera. Nas análises estatísticas, utiliza testes de associação (Qui-Quadrado), comparação entre médias e análise de variância. Resultados: Os 44 pacientes (53,6%) portadores de sílico-tuberculose eram do sexo masculino, com predomínio da raça branca (55,8%), e idade média de 53,04 anos. 22 tinham baciloscopia e cultura de escarro positiva. O tempo médio de sintomas foi de 5,74 meses, significativamente maior que no grupo controle. O esquema de tratamento com Rifampicina (R), Isoniazida (H) e Pirazinamida (P) e o tempo de tratamento- média de 9 meses -foram semelhantes nos dois grupos. A negativação do escarro ocorreu em média 5 meses após o início do tratamento no grupo exposto e no grupo controle, com alta cura de 80% dos pacientes nos dois grupos. Comparando o número de cruzes da baciloscopia ecultura de escarro entre grupos, não houve diferença estatisticamente significante entre eles. Conclusões: Aspectos diagnósticos: houve diferença significativa quanto ao tempo de sintomas entre grupos exposto e controle, mostrando que os portadores de sílico-tuberculose tiveram doença mais prolongada. 50% dos expostos apresentaram baciloscopia positiva no exame de escarro e o tempo de negativação do escarro, foi semelhante nos dois grupos. 69% dos expostos tinham ) na radiografia de tórax, categoria maior ou igual a 2. Aspectos do tratamento: O tempo de tratamento foi também semelhante nos grupos, com uma média de duração de 9 meses. Quanto ao tipo de alta, 84% dos expostos tiveram alta cura, assim como no grupo controle, mostrando uma eficácia na quimioterapia instituída
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.06.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BUSICO, Máricy Aparecida Masini; ALGRANTI, Eduardo. Sílico-tuberculose em pacientes atendidos em centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.
    • APA

      Busico, M. A. M., & Algranti, E. (2001). Sílico-tuberculose em pacientes atendidos em centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Busico MAM, Algranti E. Sílico-tuberculose em pacientes atendidos em centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo. 2001 ;
    • Vancouver

      Busico MAM, Algranti E. Sílico-tuberculose em pacientes atendidos em centro de Referência em Tuberculose do Estado de São Paulo. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021