Exportar registro bibliográfico

Emissões otoacústicas evocadas: produto de distorção em invíduos com audíção normal (1997)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COUBE, CARMEN ZARAMELLA VONO - FOB
  • Unidades: FOB
  • Sigla do Departamento: BAF
  • Subjects: FONOAUDIOLOGIA; AUDIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Os audiologistas têm demonstrado interesse pelas emissões otoacústicas, pois sua mensuração é objetiva, rápida e não traumática. Dentre elas, as evocadas por dois tons puros em duas freqüências diferentes, ou seja, os produtos de distorção (DPOAE) são particularmente importantes, devido às suas propriedades fisiológicas. Mas, para sua utilização clínica definitiva, muitos aspectos precisam ser melhor elucidados. Assim, como contribuição, realizou-se o presente trabalho, cujo objetivo foi estudar as características das emissões otoacústicas evocadas por produto de distorção, em indivíduos com audição normal (limiar < ou igual 20 dB Na). Atualmente, para uso clínico, os produtos de distorção têm sido empregados de duas maneiras, ou seja, através do DP-Gram, que avalia diversas freqüências a uma determinada intensidade sonora pré-fixada, e do DP Growth Rate (função entrada-saída), onde se observam as respostas nas freqüências específicas em função do aumento da intensidade. Para se avaliarem as DPOAE registrou-se o DP-Gram e o DP Growth Rate (função entrada-saída) em ambos os ouvidos de 100 indivíduos: 50 de cada sexo, na faixa etária de 18 a 33 anos. O equipamento utilizado para os testes das DPOAE foi o ILO 92 OTODYNAMIC ANALIZER. No DP-Gram foram testados as freqüências de 1, 1,5, 2, 3, 4 e 6 kHz, e o estímulo sonoro foi de 70 dB SPL, em passos de 3 pontos/oitava. No DP Growth Rate foram testadas as freqüências de 1,5, 3 e 6 kHz e o estímulo sonoro foi de 45 a 70 dBSPL, em passos de 5 dB por ponto. A proporção f2/f1 foi 1,22 para ambos os testes. As respostas foram consideradas como presentes quando se encontravam acima do ruído de fundo. Todos os indivíduos testados apresentaram DPOAE e a ocorrência diminuiu quando a intensidade do estímulo decresceu. Não houve diferença estatisticamente significante a 1% entre sexos e entre ouvidos. Não houve correlação entre os limiares auditivos dos indivíduos e as ) amplitudes das DPOAE, observadas no DP-Gram. No DP-Gram observou-se que: a faixa de amplitude das DPOAE ficou, em média, 56 a 65 dB SPL abaixo do nível inicial das primárias (70 dB SPL) e houve picos nas freqüências de 1,5 e 6 kHz e declíneo em 3 kHz; no ruído de fundo a amplitude mostrou um pico na freqüência de 1 kHz, um declíneo em 1,5 kHz e uma ascensão na freqüência de 4 kHz até 6 kHz. No DP Growth Rate as curvas de entrada-saída apresentaram inclinação linear sem "plateau", com aumento dessa inclinação a partir do estímulo de 55 dB SPL e cresceram das freqüências mais baixas para a de 6 kHz; o limiar variou, em média, de 46 a 50 dB SPL, conforme a freqüência testada; a faixa da amplitude ficou em média 35 a 46 dB SPL, 40 a 52 dB SPL e 27 a 46 dB SPL, respectivamente nas freqüências de 1,5, 3 e 6 kHz, abaixo do nível inicial das primárias (45 dB SPL); no ruído de fundo a curva entrada-saída apresentou um "plateau", com uma ascensão a partir do estímulo de 55 dB SPL. O tempo médio de realização dos dois testes foi de 2 minutos e27 segundos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.03.1997

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COUBE, Carmen Zaramella Vono; COSTA FILHO, Orozimbo Alves. Emissões otoacústicas evocadas: produto de distorção em invíduos com audíção normal. 1997.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
    • APA

      Coube, C. Z. V., & Costa Filho, O. A. (1997). Emissões otoacústicas evocadas: produto de distorção em invíduos com audíção normal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Coube CZV, Costa Filho OA. Emissões otoacústicas evocadas: produto de distorção em invíduos com audíção normal. 1997 ;
    • Vancouver

      Coube CZV, Costa Filho OA. Emissões otoacústicas evocadas: produto de distorção em invíduos com audíção normal. 1997 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020