Exportar registro bibliográfico

Moléculas de superfície de promastigotas de leishmania (leishmania) amazonensis com atividade reguladora do complemento (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MOYSES, MILENE KIYOTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPM
  • Assunto: IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Leishmania são protozoários parasitas que causam leishmaniose no homem. As promastigotas metacíclicas, o estágio infectïvo do parasïta, desenvolveu estratégias pare escapar do sistema imune a resistir à ação lítica do complemento. Durante o crescimento "in vitro", as promastigotas de Leishmania (Leishmania) amazonensis diferenciam-se de formas sensíveis a formas resistentes ao complemento. Ao contrário, promastigotas de Leishmania (Viannïa) guyanensis permanecem sensíveis á lise mediada pelo complemento durance todos os estágios de crescimento "in vitro". No presence trabalho nós verificamos que promastigotas de Leishrnania (Leishmania) chagasi apresentam uma sensibilidade ao sistema complemento que é intermediária entre L. amazanensis e L. guyanensis. Foi estudada também a capacidade dos extratos totais de promastigotas de L. amazonensis, L. chagasi a L. guyanensis, em inibir a hemólise mediada pelo complemento. Semelhante ao que ocorreu com os parasitas intactos, o extrato total de L. chagasi apresentou uma capacidade de bloquear a hemólise mediada pelo complemento intermediária entre L. amazonensis e L. guyanensis. Utilizando SDSPAGE a coloração pela prata, foi possível observar a presença de um polipeptídeo com peso molecular aparente de 46 kDa, o qual estava presente no extrato de L. amazonensis, e ausente nos extratos de L. guyanensis (subgênero Viannia) a L. chagasi (subgênero Leishmania). Uma glicoproteína de 46 kDa foi isolada da fração demembranas de promastigotas de L. amazonensis resistentes ao complemento, e anticorpos policlonais de camundongo foram produzidos contra essa molécula. Análises de FACS mostraram que esses anticorpos eram específicos para uma proteína de membrana presente em promastigotas de L. amazonensis, mas não em promastigotas L. guyanensis. Entretanto, quando utilizados nos ensaios de lise, esses anticorpos não bloquearam a capacidade das promastigostas de L. amazonensis de ) escapar da lise pelo complemento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.03.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOYSES, Milene Kiyoto; PINTO, Francisco Juarez Ramalho. Moléculas de superfície de promastigotas de leishmania (leishmania) amazonensis com atividade reguladora do complemento. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Moyses, M. K., & Pinto, F. J. R. (2001). Moléculas de superfície de promastigotas de leishmania (leishmania) amazonensis com atividade reguladora do complemento. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Moyses MK, Pinto FJR. Moléculas de superfície de promastigotas de leishmania (leishmania) amazonensis com atividade reguladora do complemento. 2001 ;
    • Vancouver

      Moyses MK, Pinto FJR. Moléculas de superfície de promastigotas de leishmania (leishmania) amazonensis com atividade reguladora do complemento. 2001 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020