Exportar registro bibliográfico

Liderança e qualidade de vida dentro do trabalho (2001)

  • Authors:
  • Autor USP: MARASSIA, DANIELA CARNIO COSTA - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Assunto: PSICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: As teorias contingenciais buscam determinar padrões comportamentais expressos pelos líderes quando considerados prontos a atingirem o maior grau possível de eficácia em cada situação diferente. Assim, envolve a favorabilidade da situação de liderança em determinado contexto. O presente trabalho visa investigar a relação entre estilos de liderança e o contexto organizacional, considerando a percepção da qualidade de vida no trabalho, que engloba o clima organizacional, a cultura, motivação, comprometimento, entre outros fatores que interferem no estilo de liderança. Uma amostra composta por 140 profissionais, de ambos os sexos, distribuídos igualmente entre Corpo de Bombeiros e Agro/Indústria foram avaliados com base no LPC ("Least Preferred CoWorker") proposto por Fiedler e Chemers e no inventário sobre Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) proposto por Hackman & Oldham. Após testada a normalidade das distribuições, estudos baseados na estatística descritiva foram realizados (teste t student) tanto para estudos entre grupos, como intra/grupos, para verificar características específicas com base na prevalência de categorias de avaliação. Posteriormente, a interação das medidas sobre LPC e QVT foi verificada através da análise de quadrantes (Figueiredo). Considerando os diferentes subgrupos estudados, foi observado que não houve diferença significativa para liderança e QVT. Deste modo, o estilo de liderança parece não estar condicionado à estrutura datarefa e ao clima do grupo, assim, o contexto sócio/político/econômico tem papel determinante nos aspectos ideológicos relacionados com os resultados obtidos. ) O estudo da cultura organizacional, pode, sem dúvida, ser igualmente importante para criar um modelo de liderança que dê respaldo ao contexto das ações do líder. A análise dos quadrantes levou a constatação de relações significantes entre Liderança centrada nas Relações Humanas e as Dimensões da Tarefa da QVT (p=.57; q=.43; Zp=2.50); da mesma forma, a Liderança centrada no Trabalho e as Dimensões da Tarefa da QVT (p=.56; q=.44; Zp=2.40). Também foi observado que a Liderança centrada nas Relações Humanas favorecem um Feedback Extrínseco e Autonomia, que são atividades com menor estruturação; da mesma forma a Autonomia e a Significação da Tarefa são prejudiciais à QVT quando a Liderança é centrada no Trabalho, uma vez que são aspectos contrários à atividades muito estruturadas. Do ponto de vista da Liderança, o Feedback Extrínseco é favorável à QVT uma vez que a relação é direta. Portanto, favorece os dois estilos de Liderança (Relações Humanas e Trabalho), independente da estruturação da tarefa (CAPES)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.01.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARASSIA, Daniela Carnio Costa; FIGUEIREDO, Marco Antônio de Castro. Liderança e qualidade de vida dentro do trabalho. 2001.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001.
    • APA

      Marassia, D. C. C., & Figueiredo, M. A. de C. (2001). Liderança e qualidade de vida dentro do trabalho. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Marassia DCC, Figueiredo MA de C. Liderança e qualidade de vida dentro do trabalho. 2001 ;
    • Vancouver

      Marassia DCC, Figueiredo MA de C. Liderança e qualidade de vida dentro do trabalho. 2001 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020