Exportar registro bibliográfico

Distribuição de nitrogênio e potássio na cultura de milho (Zea mays L.) aplicados via pivô central (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ALVES, DALCIO RICARDO BOTELHO - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LER
  • Subjects: IRRIGAÇÃO; CEREAIS; QUIMIGAÇÃO; ADUBAÇÃO FOLIAR; MILHO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve como objetivo determinar a lâmina de água e as quantidades de nitrogênio e potássio retidas na folhagem da cultura do milho para fins de quimigação, sendo também ajustados modelos durante três fases fenológicas (4, 8 e 12 folhas) do híbrido CARGIL 909. Para coleta da água foram utilizados coletores plásticos presos ao colmo do milho e lonas plásticas instaladas nos dois lados da linha de plantas, em três alturas em relação ao solo: terços inferior, médio e superior. Analisaram-se a repartição dos valores de precipitação interna (PI), o escoamento pelo colmo (Ec) e a interceptação foliar da lâmina aplicada (INT). Foram calculados valores médios de PI, INT e Ec para as alturas de coleta de 0,0 e 0,25 m, de 85,57 e 88,31%, 6,56 e 5,57%, e 7,87 e 6,12%, respectivamente, para um índice de área foliar (IAF) 3. Nos estádios mais desenvolvidos (IAF = 4,35), os maiores valores observados de PI, INT e Ec foram 83, 93, 6,89 e 13,44%, respectivamente, para todas as alturas de coleta analisadas. Com aumento da altura de coleta de água em relação ao nível do solo, observaram-se um acréscimo na estimativa dos valores de precipitação interna e escoamento pelo colmo e uma redução nos valores de interceptação foliar. No estádio fenológico correspondente a 12 folhas, as três alturas estudadas na planta promoveram diferenças significativas somente para a variável INT, não se verificando esse efeito para PI e EC. As concentrações de fertilizantes variaram para ostrês terços estudados. A lâmina média de água interceptada pelo dossel das plantas pode ser estimada em função do desenvolvimento relativo (Dr) da cultura ou pelo índice de área foliar. As quantidades médias de nitrogênio e potássio, visando à aplicação foliar de fertilizantes na cultura do milho, podem ser estimadas pelos modelos, em função do desenvolvimento relativo da cultura ou do índice de área foliar. ) A fertigação com o propósito de aplicar nitrogênio e potássio via foliar não é recomendada (os valores médios interceptados de nitrogênio e potássio foram de 1,56 e 19,4% para 4 e 12 folhas, respectivamente)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.02.2001
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Dálcio Ricardo Botelho; FRIZZONE, José Antônio; DOURADO NETO, Durval. Distribuição de nitrogênio e potássio na cultura de milho (Zea mays L.) aplicados via pivô central. 2001.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2001. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191220-142052/ >.
    • APA

      Alves, D. R. B., Frizzone, J. A., & Dourado Neto, D. (2001). Distribuição de nitrogênio e potássio na cultura de milho (Zea mays L.) aplicados via pivô central. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191220-142052/
    • NLM

      Alves DRB, Frizzone JA, Dourado Neto D. Distribuição de nitrogênio e potássio na cultura de milho (Zea mays L.) aplicados via pivô central [Internet]. 2001 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191220-142052/
    • Vancouver

      Alves DRB, Frizzone JA, Dourado Neto D. Distribuição de nitrogênio e potássio na cultura de milho (Zea mays L.) aplicados via pivô central [Internet]. 2001 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191220-142052/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020