Exportar registro bibliográfico

Abortamento espontâneo e provocado: comparação entre dados epidemiológicos e complicações (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: COSTA, MARCELO CARIOLA CORRÊA DA - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MOG
  • Subjects: OBSTETRÍCIA
  • Language: Português
  • Abstract: Para comparar abortamento espontâneo e provocado, avaliaram-se 1.429 pacientes. A taxa de abortamento provocado foi de 25,9%. Houve diferença significativa entre os grupos com abortamento espontâneo e provocado em relação a idade, situação marital, atividade profissional, renda familiar, idade da primeira relação sexual, número de parceiros sexuais, número de gestações, ingestão de bebida alcoólica, uso de método anticoncepcional, planejamento da gestação e dias de internação. O misoprostol foi utilizado em 84,9% dos casos de abortamento provocado. Infecção, hemorragia, perfuração uterina e internação em unidade de terapia intensiva foram significativamente mais freqüentes no grupo com abortamento provocado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.12.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Marcelo Cariola Corrêa da; KAHHALE, Soubhi. Abortamento espontâneo e provocado: comparação entre dados epidemiológicos e complicações. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Costa, M. C. C. da, & Kahhale, S. (2000). Abortamento espontâneo e provocado: comparação entre dados epidemiológicos e complicações. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Costa MCC da, Kahhale S. Abortamento espontâneo e provocado: comparação entre dados epidemiológicos e complicações. 2000 ;
    • Vancouver

      Costa MCC da, Kahhale S. Abortamento espontâneo e provocado: comparação entre dados epidemiológicos e complicações. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020