Exportar registro bibliográfico


Metrics:

A abordagem ecossistêmica aplicada ao licenciamento de vegetação natural: o caso do município de Descalvado, SP (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: MONTEIRO, IRACI DA SILVA LEME - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSA
  • DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-02042020-100908
  • Subjects: SAÚDE AMBIENTAL; RESERVAS NATURAIS; LEGISLAÇÃO AMBIENTAL; DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL; LICENCIAMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: Acrescenta uma visão ecossistêmica aos procedimentos de licenciamento para uso e exploração dos recursos de vegetação natural, realizando um estudo de caso, com uma metodologia com instrumentos de geoprocessamento (imagens de satélite, Sistema Geográfico de Informação - SIG e "Global Positioning System" - GPS). Analisa a legislação afeta à matéria no sentido de identificar lacunas legais que podem comprometer a proteção de áreas de vegetação natural relevantes, pela supressão de "habitats". Efetua a caracterização ambiental do município de Descalvado (SP), através do levantamento de dados primários e secundários obtidos, entre outros, pelo levantamento das áreas com vegetação natural utilizando a imagem de satélite TM Landsat 1997 e vistorias em campo com GPS. Analisa aspectos ambientais qualitativos da área de estudo, e quantitativos, com relação ao tamanho e número dos fragmentos, com uma abordagem voltada para a conservação da biodiversidade. Paralelamente, analisa a legislação relacionada à proteção das florestas. Dentre os resultados obtidos, salienta-se o quadro de fragmentação apresentado pela análise da imagem de satélite, pela qual constatou-se que as áreas de vegetação natural vêm sofrendo fortes pressões decorrentes da atividade antrópica.Contabiliza, na área de estudo, 684 fragmentos de vegetação natural, sendo que a maioria dos mesmos (58,19%) com tamanho reduzido (entre 1 e 5 ha). Conclui que a utilização da metodologia proposta apresenta facilidades e acrescenta a visão ecossistêmica necessária à atividade de licenciamento dos recursos naturais, e que a cobertura de vegetação natural da área de estudo encontra-se extremamente fragmentada e sob forte pressão negativa pela atividade antrópica. com relação à legislação, verifica que muitas formações importantes de vegetação natural (cerrado e campos de várzea) não encontram proteção legal suficiente.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2000
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-02042020-100908 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Iraci da Silva Leme; PEREIRA, Denise Navas. A abordagem ecossistêmica aplicada ao licenciamento de vegetação natural: o caso do município de Descalvado, SP. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-02042020-100908/pt-br.php > DOI: 10.11606/T.6.2020.tde-02042020-100908.
    • APA

      Monteiro, I. da S. L., & Pereira, D. N. (2000). A abordagem ecossistêmica aplicada ao licenciamento de vegetação natural: o caso do município de Descalvado, SP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-02042020-100908/pt-br.php
    • NLM

      Monteiro I da SL, Pereira DN. A abordagem ecossistêmica aplicada ao licenciamento de vegetação natural: o caso do município de Descalvado, SP [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-02042020-100908/pt-br.php
    • Vancouver

      Monteiro I da SL, Pereira DN. A abordagem ecossistêmica aplicada ao licenciamento de vegetação natural: o caso do município de Descalvado, SP [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-02042020-100908/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021