Exportar registro bibliográfico

A queixa orgânica que insiste e a questão psíquica quando existe: da queixa ao sujeito - contribuições do estudo de grupo e da psicanálise lacaniana ao diagnóstico psicológico de pacientes com candidíase vaginal recorrente (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: PALMA, CLAUDIA MARIA DE SOUSA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Assunto: PSIQUIATRIA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho pretendeu investigar formas de se abordar psiquicamente uma queixa apresentada no corpo. Primeiramente tomou como hipótese uma relação entre eleição do corpo para manejo de conflitos psíquicos / recursos egóicos limitados / qualidade relacional mãe-filha. Submeteu para a avaliação da personalidade 4 pacientes com candidíase vaginal recorrente, a suas respectivas mães, e 4 díades assintomáticas. Juízes de pesquisa avaliaram os dados coletados com os instrumentos projetivos e, posteriormente, procedeu-se ao levantamento de características psicológicas das díades, num modelo de estudo comparativo. No segundo momento pretendeu-se avaliar o sujeito, sem hipótese prévia, no sentido de detectar uma produção que demandasse uma intervenção analítica. Em caso positivo, a queixa poderia ser tratada pelo analista, quando endereçada a ele, como um deslocamento de questões psíquicas. Dois sujeitos sintomáticos foram selecionados e avaliados, segundo a psicanálise de orientação lacaniana. Os resultados mostram, com o estudo de grupo, o levantamento de características e mecanismos psicológicos gerais que apontam uma relação positiva entre qualidade relacional mãe-filha / recursos defensivos / utilização do corpo para sinalização de dificuldades afetivas. Por outro lado, a partir de uma leitura psicanalítica da produção do sujeito, o que se constata é uma impossibilidade em se levantar uma hipótese no sentido do "isto, então aquilo", uma vez que asobredeterminação dos fatores é que impera. O que podemos é verificar o modo como a história se organiza, apontando ou não para uma sintaxe que permite considerar o sintoma orgânico como um deslocamento de questões psíquicas. Nos casos onde a queixa orgânica se assentar em um sujeito com sintomas psiquicos, o melhor encaminhamento seria o tratamento psicanalítico. O apoio ou a psicoterapia breve teriam uma melhor eficácia quando as reações afetivas produzidas pela ) doença (ganho secundário) traduzissem questões estritamente relacionadas à condição física e/ou adaptativa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.08.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PALMA, Cláudia Maria de Sousa; BRAUER, Jussara Falek. A queixa orgânica que insiste e a questão psíquica quando existe: da queixa ao sujeito - contribuições do estudo de grupo e da psicanálise lacaniana ao diagnóstico psicológico de pacientes com candidíase vaginal recorrente. 2000.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2000.
    • APA

      Palma, C. M. de S., & Brauer, J. F. (2000). A queixa orgânica que insiste e a questão psíquica quando existe: da queixa ao sujeito - contribuições do estudo de grupo e da psicanálise lacaniana ao diagnóstico psicológico de pacientes com candidíase vaginal recorrente. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Palma CM de S, Brauer JF. A queixa orgânica que insiste e a questão psíquica quando existe: da queixa ao sujeito - contribuições do estudo de grupo e da psicanálise lacaniana ao diagnóstico psicológico de pacientes com candidíase vaginal recorrente. 2000 ;
    • Vancouver

      Palma CM de S, Brauer JF. A queixa orgânica que insiste e a questão psíquica quando existe: da queixa ao sujeito - contribuições do estudo de grupo e da psicanálise lacaniana ao diagnóstico psicológico de pacientes com candidíase vaginal recorrente. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021