Exportar registro bibliográfico

Mentalidade barroca e interpretação: a crítica literária de Otto Maria Carpeaux (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: VENTURA, MAURO DE SOUZA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLT
  • Subjects: LITERATURA BRASILEIRA (HISTÓRIA E CRÍTICA); TEORIA LITERÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese desenvolve um estudo interpretativo sobre a obra do crítico austríaco-brasileiro Otto Maria Carpeaux (1900-1978). Na primeira parte, reconstitui o ambiente de formação do autor, em Viena, nas primeiras décadas do século XX. A seguir,estuda os elementos estéticos e filosóficos que compõem sua visão de mundo, cuja matriz é a mentalidade barroca da casa da Áustria. Na segunda parte, formula uma teoria sobre o conceito de obra de arte em Carpeaux a partir da dicotomiasímbolo-alegoria e estuda três elementos presentes em seu método crítico: a) a defesa do ato de narrar enquanto intuição e fantasia, e dos narradores, cujos relatos são fruto da experiência e não do pensamento; b) a matriz filosófica do"sentimento trágico do mundo"; c) as relações entre experiência religiosa e interpretação literária
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.10.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VENTURA, Mauro de Souza; VENTURA, Roberto. Mentalidade barroca e interpretação: a crítica literária de Otto Maria Carpeaux. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Ventura, M. de S., & Ventura, R. (2000). Mentalidade barroca e interpretação: a crítica literária de Otto Maria Carpeaux. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ventura M de S, Ventura R. Mentalidade barroca e interpretação: a crítica literária de Otto Maria Carpeaux. 2000 ;
    • Vancouver

      Ventura M de S, Ventura R. Mentalidade barroca e interpretação: a crítica literária de Otto Maria Carpeaux. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021