Exportar registro bibliográfico

A relação trabalho e saúde dos operadores de petróleo da Bacia de Campos mediante sua forma de organização do trabalho (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARROS, CELIA APARECIDA DE - EE
  • Unidades: EE
  • Sigla do Departamento: ENO
  • Subjects: SAÚDE OCUPACIONAL; PROCESSO SAÚDE-DOENÇA
  • Language: Português
  • Abstract: Os Petroleiros vivenciam uma relação trabalho-saúde que lhes confere um perfil saúde-doença específico. Nos últimos anos, instaurou-se um novo modo de produzir, que exigiu modificações significativas nos processos de trabalho em geral e,emespecial, do setor primário da economia, onde se insere a produção de petróleo. Essas mudanças implicam em uma nova forma de organizar, também, se refletem no processo saúde-doença, conformado por potenciais de fortalecimento edesgaste,imprimindo um perfil epidemiológico característico desse grupo. Neste contexto, buscamos evidenciar os determinantes do processo saúde-doença dos Operadores de Petróleo da Bacia de Campos, mediante a sua nova forma de organização dotrabalho.Este estudo visa apreender estes determinantes através dos potenciais de fortalecimentos e desgastes, gerados pela exposição dos trabalhadores às cargas de trabalho, na interação com os elementos do processo de trabalho, considerandoascondições perigosas e favoráveis, mediante forma de organização trabalho implantada com características de multifunção. O estudo, fundamentado no materialismo histórico-dialético, toma a Bacia de Campos como cenário e os operadores depetróleocomo sujeitos. A captação dos dados empíricos foi feita através do grupo homogêneo. Para tanto, a enquete coletiva foi utilizada como instrumento direcionador. Os resultados permitem apreender que as condições favoráveis a que estãosubmetidosos operadores de petróleo sãoreferidas como as folgas mais longas para o convívio familiar, o clima de amizade entre os companheiros e realização de um trabalho ao qual está capacitado. As condições perigosas são expressas peloaumento deexposição às cargas de trabalho advindas da polivalência de função, do despreparo técnico fonte de insegurança e haver um ambiente cada vez mais competitivo causador de desmotivação e insatisfação entre os trabalhadores. Essascondições determinam ) potenciais de fortalecimento, que é evidenciado pelo marcante entendimento do grupo a respeito do caráter social de seu trabalho, expressos pelos sentimentos de orgulho, satisfação e boa qualidade de vida. Determinam,também,potenciais de desgaste expressos por problemas de saúde principalmente os distúrbios psicossomáticos como a ansiedade, medo e até pânico, gerados pela sobrecarga de cargas psíquicas como o trabalho em turno, ritmo de trabalho,altaresponsabilidade e atenção sobre a tarefa, que interatuam nas relações estabelecidas nesse processo de trabalho, determinadas pela sua forma de organização. Evidencia-se que, nessa forma de organização do trabalho, esses potenciaisdefortalecimento/desgaste, são determinados, principalmente, pela jornada e rodízio dos turnos de trabalho e pelo impacto da polivalência na qualificação/desqualificação dos trabalhadores. Essa nova forma de organizar o trabalho dos OperadoresdePetróleo configura a busca pela maior produtividade, pela estratégia da de exploração damais-valia relativa, imprimindo-lhes formas de trabalhar e viver específicas que permitem conformar um perfil saúde-doença característico deste grupo.Emsíntese, o estudo observa contradições na relação trabalho-saúde dos operadores de petróleo, indicando a necessidade de envolvimento de toda categoria e de todos os segmentos da empresa como gerências, serviços de segurança e saúde esindicatos,para sua transformação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.10.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS, Célia Aparecida de; FELLI, Vanda Elisa Andres. A relação trabalho e saúde dos operadores de petróleo da Bacia de Campos mediante sua forma de organização do trabalho. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Barros, C. A. de, & Felli, V. E. A. (2000). A relação trabalho e saúde dos operadores de petróleo da Bacia de Campos mediante sua forma de organização do trabalho. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Barros CA de, Felli VEA. A relação trabalho e saúde dos operadores de petróleo da Bacia de Campos mediante sua forma de organização do trabalho. 2000 ;
    • Vancouver

      Barros CA de, Felli VEA. A relação trabalho e saúde dos operadores de petróleo da Bacia de Campos mediante sua forma de organização do trabalho. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020