Exportar registro bibliográfico

Coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do litoral do Brasil (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: MOURA, CARLOS WALLACE DO NASCIMENTO - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: RHODOPHYTA; BOTÂNICA
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho trata do levantamento taxonômico das coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do Brasil e teve por objetivos: 1. conhecer os táxons infragenéricos presentes no Brasil; 2. avaliar criticamente as características empregadasnataxonomia do grupo; 3. fornecer subsídios para compreender melhor a distribuição geográfica dos táxons no Atlântico Sul Americano; 4. fornecer dados para trabalhos futuros no campo da ecologia e fisiologia. O estudo envolveu materialprovenientede 225 localidades ao longo da costa, da Ilha de São Luís, no Maranhão até torres, no Rio Grande do Sul. O material estudado é procedente de coletas realizadas pelo autor, de material coletado por outros pesquisadores e cedido para oestudo, decoleções particulares e herbários, incluindo coleções importantes realizadas por Aylthon Brandão Joly e colaboradores. O material estudado corresponde às coralináceas fixas aos substratos encontradas na região de entremarés, bem como,plantasarribadas e do infralitoral, provenientes da dragagem ou de mergulho livre. A comparação de diferentes populações da região entremarés possibilitou que se efetuasse uma análise da variação morfológica dos táxons estudados. Um total de 23espéciesde coralináceas com genículo pertencentes a duas subfamílias, Corallinoideae, com duas tribos Corallineae e Janieae, e Lithophylloideae foram estudadas. O trabalho fornece descrições das subfamílias, tribos, gêneros e táxonsinfragenéricos.Paracada táxon são fornecidas informações detalhadas sobre morfologia externa do talo, variação morfológica, estrutura anatômica dos intergenículos e genículos, morfologia das células do epitalo e tricocitos vistos emmicroscopia eletrônica devarredura (MEV), além das estruturas reprodutivas de plantas gametófitas e esporofíticas. O trabalho fornece ainda discussão envolvendo problemas taxonômicos e/ou nomenclaturais, aspectos vegetativos, reprodutivos e ) comparação com táxons afins. Constam ainda mapas de distribuição geográfica dos táxons estudados no Brasil e no mundo. Dos seis gêneros presentes no litoral do Brasil, o melhor representado foi Jania, com oito espécies (J.adhaerens,J. crassa, J. pumila, J. ungulata f. brevior, Jania sp.2, Jania sp.3, Jania sp.4), sendo seguido pelos gêneros Amphiroa, com seis espécies (A. anastomosans, A. cf anceps, A. beauvoisii, A. fragilissima, A. rigida, A. van-bosseae),Haliptilon comtrês espécies (H. cubense, H. cf roseum, H. sunulatum), e os demais com duas espécies cada, Arthrocardia, com A. flabellata e Arthrocardia sp., Corallina, com C. officinalis e C. panizzoi e, Cheilosporum, com C. cultratum e C.sagittatum. Janiasp.1, Jania sp.2 e Jania sp.3 constituem-se em novidades para a ciência. Amphiroa van-bosseae, A. cf anceps e Jania crassa (anteriormente identificada na região sudeste e sul do Brasil como J. rubens Linnaeus), são adições àflora do AtlânticoOeste. Cheilosporum cultratum é redescoberto 130 anosdepois de sua primeira citação para o Atlântico Americano. A observação da variação morfológica do talo, da anatomia do intergenículo e genículo e a comparação com materialtipo, permitiu quese concluisse que Amphiroa beauvoisii e A. brasiliana são co-específicas e esta última espécie foi proposta como sinônimo de A. beauvoissi, nome mais antigo e prioritário. A análise detalhada das características vegetativasatravés de microscopiafotônica e eletrônica de varredura revelou ainda que Jania prolifera Joly tratava-se, na verdade, de uma espécie de Arthrocardia, a qual deverá ser proposta como um nome novo e uma combinação nova no gênero Arthrocardia.Amphiroa variabilisHarvey, descrita para a região de Cabo Frio, Rio de Janeiro, é considerada sinônimo de Arthrocardia flabellata. Com relação à distribuição geográfica no litoral brasileiro podem ser reconhecidos três grupos distintos: ) 1. espécies com ampla distribuição: Amphiroa anastomosans, A. beauvoisii, A. fragilissima e Jania adhaerens; 2. espécies com afinidade por águas tropicais: Amphiroa rigida, Jania pumila, Jania sp.1, Jania sp.2, Jania sp.3,Janiasp.4, J. ungulata f. brevior, Corallina panizzoi, Haliptilon cubense e Haliptilon subulatum, embora essas quatro últimas espécies possam alcançar a região sudeste no seu limite sul de distribuição; 3. espécies com afinidade poráguastemperadas-quentes: Corallina officinalis, Cheilosporum sagittatum, Jania crassa, Arthrocardia flabellata e Arthrocardia sp. que,com exceção deste último táxon, não conseguem ultrapassar o litoral Norte do Espírito Santo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.08.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOURA, Carlos Wallace do Nascimento; GUIMARAES, Silvia Maria Pita de Beauclair. Coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do litoral do Brasil. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Moura, C. W. do N., & Guimaraes, S. M. P. de B. (2000). Coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do litoral do Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Moura CW do N, Guimaraes SMP de B. Coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do litoral do Brasil. 2000 ;
    • Vancouver

      Moura CW do N, Guimaraes SMP de B. Coralináceas com genículo (Rhodophyta, Corallinales) do litoral do Brasil. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021