Exportar registro bibliográfico

Manejo da irrigação na cultura da roseira cultivada em ambiente protegido (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: CASARINI, EDIVALDO - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LER
  • Subjects: IRRIGAÇÃO; FLORICULTURA; ROSA
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar a qualidade das hastes e dos botões florais da roseira, cv Osiana e sua produtividade em ambiente protegido, foi conduzido um experimento em uma área de produção comercial de rosas no município de Atibaia - SP durante operíodo de 14110199 a 14112/99. Instalou-se um tanque evaporimétrico reduzido com as dimensões de 0,60 m de diâmetro e 0,25 m de altura no centro de um ambiente protegido com cobertura plástica com 39,0 in de comprimento e 6,5 m de largura. Odelineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com cinco tratamentos e cinco repetições, onde foram aplicadas lâminas de irrigação correspondentes às frações de 25, 501 75, 100 e 125% da evaporação do tanque reduzido, com turnode rega de dois dias. Os parâmetros avaliados nas hastes e botões florais foram o comprimento e diâmetro das hastes, comprimento, diâmetro, massa fresca e massa seca dos botões florais, índice de área foliar e produtividade da roseira cultivadaem ambiente protegido. Os resultados obtidos neste trabalho mostraram que não houve diferença significativa entre os tratamentos para os parâmetros avaliados, entretanto a qualidade das hastes e botões florais, o IAF e a produtividade de rosasaumentaram de acordo com o aumento da lâmina de irrigação aplicada. As lâminas de irrigação aplicadas nos tratamentos T5O, T75, T1OO e T125 aumentaram em 3,8; 5,3; 12,3 e 10,6% o comprimento das hastes em relação ao tratamento T25. O diâmetrodas hastes teve umaumento de 8,0% no tratamento T125 em relação ao tratamento T25. Para o comprimento e o diâmetro dos botões florais, o tratamento T125 foi o que apresentou melhores resultados, com aumento de 5,8 e 5,95%, respectivamente, emrelação a T25. Na análise de massa fresca e massa seca dos botões florais, o aumento nos tratamentos T1OO e T125 em relação ao tratamento T25 foi de 11,44 e 12,45% para massa fresca e 4,24 e 6,1% para massa seca, respectivamente. ) De acordo com os valores médios observados no IAF, os tratamentos T50, T75, T1OO e T125 apresentaram aumento em relação ao tratamento T2 5 de 36,1; 114; 191,1 e 207,4%, respectivamente. Na análise da produtividade de rosas, aaplicação da maior lâmina de irrigação correspondendo ao tratamento T125 obteve o melhor resultado, aumentando a produtividade em 82,5% em relação ao tratamento T25. Esta produtividade correspondeu a uma diferença de 7.700 dz/ha de rosas entreos dois tratamentos. O tratamento T125 obteve uma produtividade média de 17.033 dz/ha, enquanto os tratamentos T1OO, T75, T5O e T25 apresentaram uma produtividade de 15.866; 15.633; 13.300 e 9.333 dz/ha, respectivamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.06.2000
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASARINI, Edivaldo; FOLEGATTI, Marcos Vinícius. Manejo da irrigação na cultura da roseira cultivada em ambiente protegido. 2000.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2000. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191108-124038/ >.
    • APA

      Casarini, E., & Folegatti, M. V. (2000). Manejo da irrigação na cultura da roseira cultivada em ambiente protegido. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191108-124038/
    • NLM

      Casarini E, Folegatti MV. Manejo da irrigação na cultura da roseira cultivada em ambiente protegido [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191108-124038/
    • Vancouver

      Casarini E, Folegatti MV. Manejo da irrigação na cultura da roseira cultivada em ambiente protegido [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11143/tde-20191108-124038/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020