Exportar registro bibliográfico

Cooperativismo agropecuário nordestino: diagnóstico e tipologia (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, MARCOS ANTONIO DA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LES
  • Subjects: ECONOMIA AGRÍCOLA; FINANÇAS; INDÚSTRIA AGRÍCOLA (ECONOMIA)
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar o cooperativismo agropecuário do Nordeste brasileiro, procedeu-se a levantamento de dados primários em amostra de 41 cooperativas. O trabalho de pesquisa é reforçado com elementos extraídos de tabulação especial do CensoAgropecuário 1995-1996, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), alusivos aos estabelecimentos agropecuários filiados a cooperativas, a fim de que sejam examinados aspectos referentes a padrão tecnológico, organização daprodução e índices de produtividade.Para tanto, foram construídas variáveis indicativas do grau de modernização da agricultura cooperada e discriminantes das cooperativas agropecuárias. Dada a preponderância de variáveis qualitativas, foiescolhida a técnica de análise de correspondências múltiplas para investigação dos fatores caracterizadores do perfil das organizações cooperativas estudadas. A análise fatorial pelo método de componentes principais é utilizada para descrever aagricultura cooperativa, procurando situar o Nordeste em relação ao resto do Brasil. Por fim, procedeu-se à construção de tipologias das cooperativas e dos espaços regionais, a partir de seus principais traços sociais, econômicos e financeiros,mediante o uso de análise de agrupamentos. Os resultados mostram que a agricultura cooperativa brasileira pode ser classificada em cinco regiões relativamente homogêneas quanto ao grau de modernização, índices de produtividade e filiação aocooperativismo: região 1:ES, GO, MG, MT, RJ - agricultura de adiantado estágio de modernização que apresenta altos índices de produtividade e moderado nível de filiação ao cooperativismo; região 2: AL, BA, CE, MA, PB, PE, RN, SE, TO -agricultura atrasada do ponto de vista tecnológico, apresentando baixos níveis de produtividade dos fatores, em especial do trabalho, e incipiente índice de filiação ao cooperativismo; região 3: DF, MS, SP - agricultura que apresenta os maiores ) índices de produtividade e de modernização do País; região 4: AC, AM, AP, PA, PI, RO, RR - constitui o espaço regional de agricultura mais atrasada do País, apresentando baixos níveis de produtividade, notadamente da terra; região5: PR, RS, SC - agricultura com elevado nível de modernização tecnológica e filiação ao cooperativismo, cuja força de trabalho provém dominantemente da base familiar. No âmbito organizacional, o estudo aponta evidências de que as cooperativasagropecuárias nordestinas podem ser classificadas em três grandes grupos, segundo a confluência de fatores denotativos de tamanho, estrutura de capital, nível de atividade econômica e desempenho empresarial, a saber: cooperativas de difícilrecuperação - detendo estrutura operacional de pequeno porte, essas cooperativas dedicam-se, predominantemente, à administração de créditos de repasse a associados; cooperativas revitalizáveis - constituídas até a década de oitenta, essascooperativas reúnem considerável patrimônio e exploram, em sua maioria,atividades econômicas deficitárias; cooperativas potencialmente dinâmicas - representando ¼ da amostra considerada, essas cooperativas possuem maior porte econômico emoderado nível de endividamento. A análise dos ambientes interno, operacional e geral dos três grupos retro adscritos permite a identificação dos principais problemas que afetam o desempenho das cooperativas agropecuárias nordestinas.Finalmente, com fundamento no diagnóstico realizado, propõe-se a adoção de um conjunto de políticas públicas e privadas, com o objetivo de revitalizar parcela das cooperativas agropecuárias nordestinas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.2000
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Marcos Soares da; JANK, Marcos Sawaya. Cooperativismo agropecuário nordestino: diagnóstico e tipologia. 2000.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2000. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/54/54131/tde-20191218-155038/ >.
    • APA

      Silva, M. S. da, & Jank, M. S. (2000). Cooperativismo agropecuário nordestino: diagnóstico e tipologia. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/54/54131/tde-20191218-155038/
    • NLM

      Silva MS da, Jank MS. Cooperativismo agropecuário nordestino: diagnóstico e tipologia [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/54/54131/tde-20191218-155038/
    • Vancouver

      Silva MS da, Jank MS. Cooperativismo agropecuário nordestino: diagnóstico e tipologia [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/54/54131/tde-20191218-155038/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020