Exportar registro bibliográfico

Análise do comportamento de encaixes individuais relacionada com as técnicas de confecção (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PALOMO, ELIANA - FO
  • Unidades: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho laboratorial estudou a parte mecânica dos encaixes confeccionados individualmente tendo como variação as diferentes técnicas de confecção. Realizaram-se corpos de provas contendo encaixes feitos com a técnica de entalhamento da fêmeapor meio de matriz metálica, remoção da mesma e em seguida fundição. O macho foi modelado na fêmea concluída (Tod). Outro grupo utilizou matrizes metálicas - positivo e negativo - pré-fabricadas em cromo cobalto, sendo que a fêmea ficou nopadrão de cera para fundição da peça protética (Met). O último grupo a utilizar matrizes metálicas, usou somente a parte positiva que foi colocada na cera e mantida nesta durante a fundição conseguindo-se uma sobrefundição (Sbf). Nestes doisúltimos grupos, o elemento positivo foi utilizado como o próprio macho sem necessidade de modelagem e fundição. Um grupo utilizou matrizes plásticas. A fêmea foi posicionada durante a ceroplastia e fez parte desta durante o procedimento defundição. O macho plástico foi fundido também diretamente excluindo-se a necessidade de modelagem (Plas). Segundo as conclusões obtidas, podemos afirmar que estes encaixes, pelo menos num primeiro momento, geram uma condição mecânica semelhanteaos encaixes pré-fabricados (padrão - encaixe Ney), sendo que os realizados pela técnica Tod e Plas tiveram os resultados estatisticamente melhores na força de retenção. Nos demais dados analisados, o grupo Tod teve como um todo resultadosestatisticamente maiores. Nas técnicasonde utilizou-se matrizes metálicas em Cr Co tivemos resultados de força de retenção estatisticamente maiores que o padrão. O grupo Sbf obteve resultados estatisticamente maiores, os quais promoveramretenção adequada e uma melhor estabilidade. O grupo Met que foi estatisticamente menor que todos os outros nos parâmetros de estabilidade, indicando que esse possuía retenção mas deslocava-se rapidamente. No que tange a facilidade de confecção,o ) grupo Plas foi o mais favorável seguido pelo grupo Met, Sbf e por fim Tod. O custo destas técnicas também foi bastante favorável, ficando menor do que 10% do valor do encaixe pré-fabricado. Ressaltamos ainda, a necessidade de novosestudos no sentido de avaliar cientificamente qual a variação destas condições depois do uso contínuo das peças em uma reabilitação oral
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.02.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PALOMO, Eliana; TODESCAN, Reynaldo. Análise do comportamento de encaixes individuais relacionada com as técnicas de confecção. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Palomo, E., & Todescan, R. (2000). Análise do comportamento de encaixes individuais relacionada com as técnicas de confecção. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Palomo E, Todescan R. Análise do comportamento de encaixes individuais relacionada com as técnicas de confecção. 2000 ;
    • Vancouver

      Palomo E, Todescan R. Análise do comportamento de encaixes individuais relacionada com as técnicas de confecção. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020