Exportar registro bibliográfico

Atividade biológica de Estradiol em células de melanoma humano (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: SARTI, MARIA SILVIA MACHADO VIEIRA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIF
  • Assunto: MELANOMA
  • Language: Português
  • Abstract: A pele possui um importante papel na adaptação e proteção de todos os vertebrados. Isto é mais evidente em vertebrados inferiores que habitam os mais variados ambientes e possuem um mecanismo de mudança de cor rápida. A mudança de cor nessesanimais é regulada pelo sistema nervoso e endócrino. Isso ocorre em resposta a diferentes estímulos ambientais e de acordo com o estágio reprodutivo. Uma grande variedade de hormônios e neurotransmissores está envolvida neste controle. Ohormônio melanócito estimulante ('alfa'-MSH), hormônio concentrador de melanina (MCH), catecolaminas (adrenalina e noradrenalina) e melatonina são os agonistas de maior importância neste processo. A ação de hormônios esteróides também tem sidoassociada à modulação de células pigmentares. O receptor de estradiol foi identificado em melanócitos de diversos melanomas, humanos e murinos. Além disso, foi verificada a ação biológica do estradiol, modulando o crescimento e/ou a melanogênesede células pigmentares. A compreensão da regulação do melanócito em mamíferos é um importante objetivo a ser atingido. Muita informação a respeito das ações do estradiol vem sendo gerada, porém, poucos e controvertidos estudos são encontradosacerca do efeito direto do estradiol em melanócitos de mamíferos. Em nossos ensaios para verificar a ação biológica do hormônio estradiol em células SK-MEL23 nós observamos inibição da proliferação e aumento da atividade tirosinásica notempomais curto de tratamento e uma inibição da atividade tirosinásica após o periodo mais longo de tratamento. Ensaios realizados na presença do anti-hormônio tamoxifen reverteram a ação do estradiol, reforçando a hipótese de que o hormônio está defato atuando nessas células. Porém, o padrão de resposta observado nesta linhagem celular é o inverso do padrão de resposta geralmente encontrado em outras linhagens celulares. No ensaio de competição realizado foi observado um grande ) deslocamento de estradiol marcado na presença de ligantes frios. Isto sugere a presença de sítios de ligação para estradiol na linhagem celular estudada. Entretanto, a saturação dos sítios não foi obtida e portanto característicascomo Kd e Ki não foram determinados. Para se determinar de forma conclusiva a presença e os subtipos de receptores de estrógeno na linhagem celular estudada, RT-PCR com RNA total de células SK-MEL23, seguido de PCR, foi realizado. Obtivemos aampliação de um fragmento que possui o tamanho esperado para receptor 'alfa', de aproximadamente 200 pb. Portanto, tanto os ensaios biológicos e farmacológicos, como as técnicas de biologia molecular, indicam que 'beta'-estradiol inibe aproliferação, estimula a atividade tirosinásica e promove a fosforilação de substratos de 16 e 48 kDa em células de melanoma humano SK-MEL23, através de receptores de estrógeno do tipo 'alfa'
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.06.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SARTI, Maria Silvia Machado Vieira; CASTRUCCI, Ana Maria de Lauro. Atividade biológica de Estradiol em células de melanoma humano. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Sarti, M. S. M. V., & Castrucci, A. M. de L. (2000). Atividade biológica de Estradiol em células de melanoma humano. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Sarti MSMV, Castrucci AM de L. Atividade biológica de Estradiol em células de melanoma humano. 2000 ;
    • Vancouver

      Sarti MSMV, Castrucci AM de L. Atividade biológica de Estradiol em células de melanoma humano. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021