Exportar registro bibliográfico

Evolução do rádio paraibano: 1931-1998 (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUSA, MOACIR BARBOSA DE - ECA
  • Unidade: ECA
  • Sigla do Departamento: CTR
  • Subjects: HISTÓRIA DO RÁDIO; EMISSORAS DE RÁDIO
  • Language: Português
  • Abstract: As restritas fontes de estudo sobre o Rádio paraibano tem, ao longo do tempo, se apresentado como um desafio a ser superado. Esta tese representa um esforço no sentido de contribuir com a sistematização do processo histórico do Rádio da Paraíba,buscando entendê-lo dentro do contexto social, político, econômico e cultural que marcaram as mudanças sociais no Estado paraibano e, também, no país, em cada momento significante da realidade brasileira e mundial. O discurso apologético doEstado esteve sempre presente ao longo do estudo, desde o instante em que as concessões de Radiodifusão passaram a ser prerrogativas do Estado. Os grupos políticos e econômicos tiveram seu papel analisado, constatando-se a concentração de poderem mãos de oligopólios, onde há controle de produção e transmissão; o papel do Rádio foi, por conseguinte, o de legitimador ideológico. Ao controlar as concessões, o Estado brasileiro ampliou o número de canais, abrindo, assim, uma fonte decumplicidade entre governos e grupos político econômicos, transformando o meio em instrumento de poder nas mãos de poucos. Ao doar os equipamentos da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro à União, Roquette Pinto pretendia o compromisso do Estado,para que seus ideais de propagação da educação e cultura continuassem sendo desenvolvidos pelo próprio Estado. Sem o lado ideológico do pioneiro Roquette Pinto, o fato iria repetir-se no Estado paraibano, quando os fundadores da Rádio Clube daParaíba também doaram umaRádio já instalada e em funcionamento ao governo de Argemiro de Figueiredo. A tese procura, ainda, beneficiar aqueles que buscam informações breves e urgentes no que diz respeito a dois eixos: um voltado para a evoluçãotecnológica do meio, desde as experiências de Hertz até a era do satélite, e outro fazendo o acompanhamento da produção Radiofônica, como os programas de auditório, o Radiojornalismo, as novelas, os ídolos do Rádio no Brasil e na ) Paraíba. Destaca também o sindicalismo na Radiodifusão paraibana, o ensino de Radialismo e as emissoras comunitárias. O ensino de Radialismo, habilitação implantada no curso de Comunicação Social da Universidade Federal da Paraíbaem 1998, representa um avanço para o desenvolvimento do Rádio no Estado paraibano. A explosão das emissoras comunitárias no interior da Paraíba mereceu atenção do pesquisador, pois sua proliferação é um grito da sociedade pela democratização doespectro, apesar das posições contrárias dos empresários da Radiodifusão. A Rádio Tabajara, primeira estatal da Radiodifusão brasileira, teve sua história confundida com o resto da história da Radiodifusão paraibana e serviu como principalcondutor de referência do presente estudo sem, no entanto, tirar a importância do Rádio interiorano como o de Cajazeiras, por exemplo, onde ele pulsa forte no seio daquela comunidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.05.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUSA, Moacir Barbosa; CAGNIN, Antônio Luiz. Evolução do rádio paraibano: 1931-1998. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Sousa, M. B., & Cagnin, A. L. (2000). Evolução do rádio paraibano: 1931-1998. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Sousa MB, Cagnin AL. Evolução do rádio paraibano: 1931-1998. 2000 ;
    • Vancouver

      Sousa MB, Cagnin AL. Evolução do rádio paraibano: 1931-1998. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021