Exportar registro bibliográfico

Criação de Piraputanga (Brycon cf. hilarii) em viveiros, Pirassununga/SP: desenvolvimento, rendimentos e pigmentação com astaxantina sintética (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARTIN, SEBASTIAN - FZEA
  • Unidades: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAB
  • Subjects: PISCICULTURA; PEIXES DE ÁGUA DOCE
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho relata a primeira comparação da colaboração de piraputangas silvestres (Brycon cf. hilarii), capturadas no Pantanal Matogrossense, Cuiabá - MT, com aquelas criadas em cativeiro, e o estudo do crescimento, rendimentos epigmentação com astaxantina (Carophyll Pink 8%, Roche) em peixes criados, Pirassununga - SP. O experimento iniciou-se com 760 peixes criados em dois viveiros de 1000m2 no CEPTA/IBAMA, desde janeiro a março e agosto a novembro de 1997, tratadoscom 4 e 50 mg astaxantina / kg ração, respectivamente, comparados com o grupo controle, sem astaxantina. Foram monitorados periodicamente os parâmetros físico-químicos da água e realizadas biometrias a cada 28 dias. Uma amostra de peixe foiretirada para análise de rendimentos e cor, utilizando um espectrocolorímetro MiniScan XE (HunterLab) no sistema CIE L*a*b*. Em março, os peixes silvestres evidenciaram uma intensa cor laranja no filé sendo diferente estatisticamente (p<0,0001)ao controle (C*=24,6 e 16,3 respectivamente). Essa diferença pode ser atribuída à aculação de carotenóides provenientes da dieta. Em novembro, a astaxantina acarretou diferença significativa (p<0,05) na cor do filé, tornando-a mais laranja que ocontrole (C*=12,9 e 11,7 respectivamente). A cor da carne é a propriedade sensorial mais importante que determina a aceitação da maioria dos peixes comercializados, destacando-se assim a piraputanga capturada na natureza. Portanto, a astaxantinapoderá ser usada como fonte depigmento nesta espeçie. Também foi observado que resistiu ao manejo da criação, sobreviveu durante o inverno, desenvolveu gônadas sob condições de criação na primavera, teve uniformidade em tamanho, característicaimportante para o processamento industrial, os rendimentos eviscerados e filetados foram aceitáveis quando comparados com outros peixes e seu crescimento foi restrito
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.07.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTIN, Sebastián; ANTUNES, Sérgio Araújo. Criação de Piraputanga (Brycon cf. hilarii) em viveiros, Pirassununga/SP: desenvolvimento, rendimentos e pigmentação com astaxantina sintética. 1998.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 1998.
    • APA

      Martin, S., & Antunes, S. A. (1998). Criação de Piraputanga (Brycon cf. hilarii) em viveiros, Pirassununga/SP: desenvolvimento, rendimentos e pigmentação com astaxantina sintética. Universidade de São Paulo, Pirassununga.
    • NLM

      Martin S, Antunes SA. Criação de Piraputanga (Brycon cf. hilarii) em viveiros, Pirassununga/SP: desenvolvimento, rendimentos e pigmentação com astaxantina sintética. 1998 ;
    • Vancouver

      Martin S, Antunes SA. Criação de Piraputanga (Brycon cf. hilarii) em viveiros, Pirassununga/SP: desenvolvimento, rendimentos e pigmentação com astaxantina sintética. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020