Exportar registro bibliográfico

Dialética da iluminação: a revelação como capacidade de escuta do outro - leitura de "Campo geral", de João Guimarães Rosa (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, PAULO CESAR CARNEIRO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: LITERATURA BRASILEIRA (HISTÓRIA E CRÍTICA); ROMANCE; BIOGRAFIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho é uma leitura de "Campo geral", novela de abertura de Corpo de baile, de João Guimarães Rosa. Ele está dividido em dez partes. Há, inicialmente, uma paráfrase, para que o leitor possa recordar-se do texto rosiano, e que, comoqualquer paráfrase, já traz em si os germes da interpretação. Em seguida, como ponto de partida para a interpretação, é apresentada uma análise da cena final da narrativa, onde Miguilim pergunta à Mãe sobre o sentido da vida. Esta parteintitula-se "A pergunta de Miguilim". A terceira parte, "Excurso sobre Miguilim narrador" busca mostrar que Miguilim, agora Dr. Miguel, é o narrador de Corpo de baile. A partir desta hipótese, procura-se situar o texto que está sendo analisadodentro do conjunto da obra. As partes seguintes são tentativas de análises das respostas dadas por diversas personagens à pergunta de Miguilim. Não se trata de respostas explícitas mas sim de respostas implícitas em suas vidas: atos e valores. Aprimeira é: "A resposta do Pai: a lei que protege e mata". O Pai representa o estabelecido, a sociedade patriarcal que, para impor-se, sufoca dimensões importantes do ser humano. Entre o Pai e Miguilim, a relação que se estabelece é de conflito."A resposta da Mãe: a paixão como sonho de amor". Em um movimento de oposição ao logocentrismo do Pai, afirma eros, valoriza e se entrega à paixões. Mas o faz oferecendo também uma resposta unilateral, carente de sabedoria. Com ela, Miguilim sedecepciona. Em seguida vem: "A resposta doDoutor: a dialética do iluminismo e os impasses da razão moderna". O Doutor vem de outro mundo, como uma revelação, e oferece a Miguilim a sua resposta como um dom. Miguilim a acolhe, parte com ele etorna-se também um Doutor. Mas percebe que também esta resposta é insuficiente. Para completar seu percurso, para ter de fato a resposta para os entido da vida, Miguilim/Dr. Miguel, tem de voltar ao sertão, para poder entender, ressuscitar ) em si "A resposta do Dito: iluminação: a revelação como superação da razão moderna". Esta parte é dividida em duas. Na primeira, "(o lado de fora)" , explica-se o que se entende, neste trabalho, por revelação/iluminação e aponta-separa a revelação que a cultura popular tem para oferecer. A segunda, "(o lado de dentro)" , esforça-se por acompanhar, em detalhes a resposta do Dito, que é entendida como a "essência" desta revelação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.04.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Paulo César Carneiro; REIS, Zenir Campos. Dialética da iluminação: a revelação como capacidade de escuta do outro - leitura de "Campo geral", de João Guimarães Rosa. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Lopes, P. C. C., & Reis, Z. C. (2000). Dialética da iluminação: a revelação como capacidade de escuta do outro - leitura de "Campo geral", de João Guimarães Rosa. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lopes PCC, Reis ZC. Dialética da iluminação: a revelação como capacidade de escuta do outro - leitura de "Campo geral", de João Guimarães Rosa. 2000 ;
    • Vancouver

      Lopes PCC, Reis ZC. Dialética da iluminação: a revelação como capacidade de escuta do outro - leitura de "Campo geral", de João Guimarães Rosa. 2000 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021