Exportar registro bibliográfico

Avaliação do risco de ocorrência de geadas no Estado de Santa Catarina (2000)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, JOSÉ GABRIEL DA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCE
  • Subjects: AGROMETEOROLOGIA; GEADA
  • Language: Português
  • Abstract: A geada é um dos muitos problemas que os agricultores catarinenses enfrentam durante o período de produção e de comercialização de seus produtos, especialmente, quando elas ocorrem precoce ou tardiamente. Como a utilização de medidas mais eficientes de combate às geadas são onerosas, a alternativa passa a ser o planejamento das atividades agrícolas de acordo com as condições climáticas. Para tanto, informações relativas à frequência de ocorrência e às intensidades das geadas são fundamentais. Com o objetivo de determinar a relação entre a temperatura mínima da relva (Tmr) e do abrigo meteorológico (Tma) e a probabilidade mensal de geadas de diferentes intensidades efetuou-se o presente trabalho. Foram utilizados dados de temperatura mínima do ar obtidos na relva e no abrigo meteorológico de oito localidades catarinenses: Campos Novos, Chapecó, Lages, Ponte Cerrada, São Joaquim, São Miguel D'Oeste, Urussanga e Videira, pertencentes à Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (EPAGRI). Primeiramente, foram processados os dados de Tmr e Tma, estabelecendo-se a diferença média entre ambas (DT) em noites de geada. Posteriormente, os dados da DT foram divididos em intervalos de classe de modo a se obter sua distribuição, a qual foi aplicada três funções probabilisticas: normal, log-normai e gama, para a determinação de sua probabilidade de ocorrência. Em seguida, determinou-se por meio de frequência relativa a probabilidade mensal deocorrência de geadas de diferentes intensidades e também a probabilidade de geadas de diferentes intensidades em cada mês. Os resultados mostraram que o DT variou de 2,1 a 4,8 'GRAUS'C entre as localidades analisadas, indicando haver efeito da altitude nessa diferença. Foram geradas equações de ) estimativa da Tmr em função de Tma, sendo essas polinomiais. Essas equações foram utilizadas, posteriormente, para a recuperação de parte dos dados de Tmr. Com relação à probabilidade de ocorrência de dada DT, utilizou-se a função normal para as localidades de Chapecó, Lages, Ponte Cerrada, São Miguel D'Oeste e Videira, a função log-normai para Campos Novos e Urussanga e a função gama para São Joaquim. As maiores probabilidades de DT encontram-se na faixa de 0,1 a 3,0 'GRAUS'C para Campos Novos, São Miguei D'Oeste, Urussanga e Videira. Em Ponte Cerrada a maior probabilidade é deAT entre 2,1 e 4,0 'GRAUS'C, em Chapecó e São Joaquim entre 3,1 e 5,0 'GRAUS'C e em Lages entre 4,1 e 6,0 'GRAUS'C. Com os dados de Tmr e os respectivos valores de Tma obteve-se para cada localidade a probabilidade mensal de ocorrência de geadas de diferentes intensidades, verificando-se que a maior probabilidade de ocorrência de geadas de qualquer intensidade distribuem-se de maio a setembro em São Miguel D'Oeste, de maio a novembro em Urussanga, de abril a outubro em Campos Novos, Chapecó e Ponte Cerrada, de março a novembro em Videira, de fevereiro a dezembro em Lages e de janeiro a dezembroem São Joaquim. As maiores probabilidades de ocorrência de geadas precoces ou tardias ocorrem em Lages e São Joaquim. A probabilidade de ocorrência de geadas de diferentes intensidades em cada mês também foi determinada. Em todas as localidades analisadas, a geada mais frequente é a fraca (Tmr = 0,0 a -1,9'GRAUS'C), com probabilidade de ocorrência variando de 36 a 92%. Somente nas localidades de Lages, Videira e São Joaquim há a possibilidade de ocorrência de geadas extremamente fortes (Tmr<-9,9'GRAUS'C), apesar das baixas probabilidades. Espera-se com esse trabalho oferecer ao setor produtivo, aos órgão de previsão e monitoramento climático, aos agricultores catarinenses e à sociedade, em geral, dados e informações inéditas que ) auxiliem o planejamento agrícola da região
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.03.2000
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, José Gabriel da; SENTELHAS, Paulo Cesar. Avaliação do risco de ocorrência de geadas no Estado de Santa Catarina. 2000.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2000. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11131/tde-20191218-172933/ >.
    • APA

      Silva, J. G. da, & Sentelhas, P. C. (2000). Avaliação do risco de ocorrência de geadas no Estado de Santa Catarina. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11131/tde-20191218-172933/
    • NLM

      Silva JG da, Sentelhas PC. Avaliação do risco de ocorrência de geadas no Estado de Santa Catarina [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11131/tde-20191218-172933/
    • Vancouver

      Silva JG da, Sentelhas PC. Avaliação do risco de ocorrência de geadas no Estado de Santa Catarina [Internet]. 2000 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11131/tde-20191218-172933/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020