Exportar registro bibliográfico

A reação desmoplásica e a expressão dos receptores hormonais, produto do gene HER/NEU2 e proteína P53 no carcinoma ductal infiltrante da mama. Estudo imunohistoquímico de 107 casos (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated author: FERRINI, FLAVIA SILVA - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPA
  • Subjects: CARCINOMA; MAMA
  • Language: Português
  • Abstract: Carcinoma da mama é a neoplasia maligna mais importante nas mulheres adultas e sua incidência apresenta crescimento em todo o mundo. O estroma tumoral é um compartimento morfológico muito importante na modulação do crescimento e invasão tumorais.As relações entre as células epiteliais e o respectivo estroma não é ainda completamente entendida. Carcinoma esquirroso é uma variante do carcinoma ductal infiltrante usual da mama, caracterizado pelo extenso componente desmoplásico, a suaimportância como tipo histológico especial é ainda motivo de debate na literatura. Objetivo: Comparar o grau de reação desmoplásica com a expressão de marcadores biológicos como os receptores de estrógeno e progesterona, oncoproteínas c-erbB-2ap53, com o objetivo de estudar as interrelações entre o estroma tumoral e as células epiteliais neoplásicas. Material e Métodos: 107 casos de mulheres adultas operadas carcinoma ductal infiltrante da mama. Os casos foram separados em 4 gruposde acordo com a reação desmoplásica: grupo 1 - menos do que 15% do tumor era constituído por estroma; grupo 2 - estroma entre 15-50% de estroma; grupo 3 - entre 50-85% de fibrose; a grupo 4; com mais de 85% de fibrose. O grau de fibrose foideterminado utilizando-se a coloração de picrussirius vermelho e quantificado com ocular estequiométrica. Reações imunohistoquímicas foram utilizadas para determinar a expressão dos receptores de estrógeno a progesterona e asoncoproteínasc-erbB-2a p53. As variáveis estudadas foram o grau de reação desmoplásica versus expressão imuno-histoquímica de receptores de estrógeno e progesterona e oncoproteínas c-erbB-2 a p53. Resultados: os resultados mostraram que oscarcinomas esquirrosos super-expressam oncoproteína p53 mais frequentemente do que todos os demais grupos de menor reação desmoplásica. Não houve diferenças com os demais marcadores biológicos. Conclusão: a reação estromal desmoplásica pode serreguladora da ) expressão da proteína p53 em carcinomas ductais infiltrantes da mama. Investigações futuras devem ser conduzidas para determinar como esta expressão diferenciada pode influir no índice proliferativo e se esta super-expressão édecorrente da mutação de gene p53 ou devido a modulação por outros fatores embebidos no estroma neoplásico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRINI, Flávia Silva; SOARES, Fernando Augusto. A reação desmoplásica e a expressão dos receptores hormonais, produto do gene HER/NEU2 e proteína P53 no carcinoma ductal infiltrante da mama. Estudo imunohistoquímico de 107 casos. 1999.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 1999.
    • APA

      Ferrini, F. S., & Soares, F. A. (1999). A reação desmoplásica e a expressão dos receptores hormonais, produto do gene HER/NEU2 e proteína P53 no carcinoma ductal infiltrante da mama. Estudo imunohistoquímico de 107 casos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferrini FS, Soares FA. A reação desmoplásica e a expressão dos receptores hormonais, produto do gene HER/NEU2 e proteína P53 no carcinoma ductal infiltrante da mama. Estudo imunohistoquímico de 107 casos. 1999 ;
    • Vancouver

      Ferrini FS, Soares FA. A reação desmoplásica e a expressão dos receptores hormonais, produto do gene HER/NEU2 e proteína P53 no carcinoma ductal infiltrante da mama. Estudo imunohistoquímico de 107 casos. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022