Exportar registro bibliográfico

Permeabilidade da membrana plasmática em condições de pH baixo e absorção de alumínio em raízes de trigo (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUZA, CLOVIS ARRUDA DE - CENA
  • Unidades: CENA
  • Sigla do Departamento: LCT
  • Subjects: BIOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: A toxidez por alumínio é um dos principais fatores que limitam o desenvolvimento de culturas em extensas áreas do Brasil, seja pela falta de calagem, seja pela profundidade limitada de incorporação do calcário. A toxidez de Al se manifesta sob pH menor que 5,5 e geralmente sob baixas concentrações de cátions. O pH baixo também é prejudicial às células da raiz e causa perturbações na estrutura da membrana plasmática, resultante da protonação de lipídeos e proteínas constituintes. Um dos efeitos seria o aumento da permeabilidade da membrana plasmática e, recentemente, encontraram-se evidências de que estas alterações na membrana poderiam facilitar a passagem de Al para o interior da célula ou expor sítios de adsorsão a lipídeos e macromoléculas da membrana plasmática. O objetivo deste estudo foi examinar a relação entre a absorção de Al e a permeabilidade da membrana plasmática de células em condições de pH baixo. Foram utilizadas raizes de trigo (Triticum aestivum L.) das variedades Anahuac e BH1146, sensível e tolerante ao Al, respectivamente. Após um estudo visando determinar a melhor metodologia para avaliar a permeabilidade da membrana plasmática, esta foi avaliada pelo efluxo de K de pontas de raiz (2cm) previamente expostas a KCl, 25 mM, por 2 h. A quantificação de K na solução extracelular foi efetuada por fotometria de chama. A absorção de Al (50 uM a pH 4,0) pelas raizes foi determinada por espectrometria de absorção atômica em forno de grafite,após digestão em HNO3, 8 M. Também utilizaram-se diacetato de fluoresceína (FDA) e morin (pentahidroxiflavona), para visualizar as regiões da raiz com maior permeabilidade da membrana e acúmulo de Al, respectivamente, através de microscopia de epi-fluorescência. A absorção de Al e o efluxo de K foram medidos em experimentos onde foi variado o pH, a concentração de CaCl2 e a temperatura da solução das raizes, o turgor das células (com uso de manitol) e a ) presença de inibidores metabólicos. Com poucas exceções, não houve diferenças entre as duas variedades quanto a efluxo de K e acúmulo de Al. O abaixamento de pH aumentou o efluxo de K de 2 a 5 umol g-1 PF de raiz a pH 5,5, para cerca de 36-38 umol g-1 PF de raiz a pH 3,8. Os demais experimentos foram realizados a pH 4,0. O incremento de CaCl2 (de O para 20 mM) na solução diminuiu o efluxo de K em cerca de 70% e o acúmulo de Al em mais de 90%. O aumento da temperatura de 4 a 32 graus C aumentou o efluxo de K em 5-6 vezes e o acumulo de Al em 3-3,5 vezes. Exposição das raizes a 0,2 e 0,5 mM de manitol diminuiu o acúmulo de Al (30 e 52%, respectivamente), mas diminuiu o efluxo de K somente na menor concentração. A aplicação de NH4V03, 50 uM ou NaN3, 10 rnM, aumentou drasticamente o efluxo de K (cerca de 3 a 14 vezes), mas aumentou o acúmulo de Al em menor intensidade. Os coeficientes de correlação entre os dados de absorção de Al e os de efluxo de K foram de cerca de 0,7-0,85, indicando que, de maneirageral, os fatores que afetaram a permeabilidade da membrana plasmática também tiveram efeito semelhante sobre o acúmulo de Al nas raizes de trigo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.11.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Clóvis Arruda de; VITORELLO, Victor Alexandre. Permeabilidade da membrana plasmática em condições de pH baixo e absorção de alumínio em raízes de trigo. 1999.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1999.
    • APA

      Souza, C. A. de, & Vitorello, V. A. (1999). Permeabilidade da membrana plasmática em condições de pH baixo e absorção de alumínio em raízes de trigo. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Souza CA de, Vitorello VA. Permeabilidade da membrana plasmática em condições de pH baixo e absorção de alumínio em raízes de trigo. 1999 ;
    • Vancouver

      Souza CA de, Vitorello VA. Permeabilidade da membrana plasmática em condições de pH baixo e absorção de alumínio em raízes de trigo. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020