Exportar registro bibliográfico

Avaliação dos níveis residuais de endosulfan em soja (Glycine max - L. Merrill) e solo (Latossolo Roxo) cultivado nos sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP) (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, CÉLIA MARIA DIAS CORRÊA TAVARES DA - CENA
  • Unidade: CENA
  • Subjects: TOXICOLOGIA DE ALIMENTOS; ECOLOGIA APLICADA
  • Language: Português
  • Abstract: A contaminação de alimentos e ambiente por pesticidas tem sido um dos temas de maior impacto social e um problema de difícil solução, uma vez que sem eles dificilmente conseguiríamos produzir alimentos em quantidade e qualidade suficiente para suprir a população. Este trabalho teve como objetivos, avaliar a possível contaminação do solo e sub-produtos da soja com o inseticida endosulfan e seu principal metabólito, sulfato de endosulfan para os sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP); verificar a ocorrência de perdas de endosulfan no processamento do grão para obtenção do óleo e avaliar o efeito protetor da vagem em relação ao grão. O experimento com soja IAC 8-2 foi conduzido em solo (Latossolo roxo) no município de Piracicaba. A área (900 m2) foi dividida em três parcelas: controle, MIP e sistema convencional. Durante o ciclo da soja, a infestação de pragas foi avaliada e controlada pulverizando uma e três vezes a dose (1,25 L/ha -THIODAN 35CE©) para MIP e convencional, respectivamente. As amostras analisadas foram grãos, vagem seca, óleo de soja em pós-colheita e solo em duas profundidades (0-10 cm) e (10-20 cm), após sete dias cada pulverização. O método de Luke et al. (1975) foi usado para a extração de 'alfa', 'beta'- endosulfan e sulfato de endosulfan das amostras. O óleo foi extraído através de extrator soxhlet e hexano. A quantificação foi feita em cromatógrafo gasoso equipado com detector de captura de elétrons (Ni63) com coluna 5%SE-30 100-120 Supeleoport. Os resultados mostraram que em amostras de vagem e óleo, não foram detectados resíduos de sulfato de endosulfan, dentro do limite de quantificação do método (0,5 mg/Kg). No entanto, em amostras de solo, de ambos os tratamentos, este metabólito foi detectado. O resíduo de endosulfan total para grãos e óleo foram respectivamente 0,02 e 0,14 mg/Kg para MIP e 0,04 e 0,27 mg/Kg. Todavia os grãos e óleo estiveram adequados para o ) consumo, de acordo com a Legislação Brasileira para resíduos de endosulfan (1mg/Kg e 30 dias de carência). Considerando o carácter lipofílico do endosulfan, o nível de contaminação no óleo foi cerca de 7 vezes maior que em grãos, provando que o processamento industrial na obtenção deste sub-produto, não promove a redução deste inseticida. Com relação ao total de endosulfan nas vagens secas, notou-se o maior nível de contaminação, 0,83 e 1,88 mg/Kg para o MIP econvencional, respectivamente, mostrando um efeito protetor das vagens em relação aos grãos. Em amostras de solo, o total de resíduo de endosulfan, após sete dias da última aplicação, foi 0,06 mg/Kg para MIP (0-10 cm) e para o convencional, 0,14mg/Kg (0-10cm) e 0,03 mg/Kg (10-20 cm). Após um ano aproximadamente, nenhum resíduo foi detectado em solo (0-20 cm) para os dois sistemas. Ambos os tratamentos foram eficazes no controle de pragas, todavia o MIP foi sugerido por resultar em menor nível de contaminação dos alimentos e ambiente porendosulfan
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORRÊA, Célia Maria Dias; TORNISIELO, Valdemar Luiz. Avaliação dos níveis residuais de endosulfan em soja (Glycine max - L. Merrill) e solo (Latossolo Roxo) cultivado nos sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP). 1999.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1999.
    • APA

      Corrêa, C. M. D., & Tornisielo, V. L. (1999). Avaliação dos níveis residuais de endosulfan em soja (Glycine max - L. Merrill) e solo (Latossolo Roxo) cultivado nos sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP). Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Corrêa CMD, Tornisielo VL. Avaliação dos níveis residuais de endosulfan em soja (Glycine max - L. Merrill) e solo (Latossolo Roxo) cultivado nos sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP). 1999 ;
    • Vancouver

      Corrêa CMD, Tornisielo VL. Avaliação dos níveis residuais de endosulfan em soja (Glycine max - L. Merrill) e solo (Latossolo Roxo) cultivado nos sistemas convencional e manejo integrado de pragas (MIP). 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021