Exportar registro bibliográfico

Efeitos da desnutrição protéica precoce sobre o comportamento de ratos em modelos de exploração, interação social e ansiedade (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ARAUJO, MARIELENA DE - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOBIOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A desnutrição protéica precoce produz alterações estruturais, neuroquímicas, funcionais no SNC, levando à alterações no comportamento. Com relação às alterações comportamentais relacionadas à desnutrição, os dados mais consistentes têm sido os dehiper-reatividade dos animais desnutridos aos estímulos aversivos de natureza dolorosa. O presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito da desnutrição protéica pós-natal e da recuperação nutritional sobre o comportamento desses animais,através dos testes de orientação ao ninho, habituação à um ambiente novo, interação social a labirinto em cruz elevado após isolamento social de duas horas. Os resultados mostraram que animais desnutridos, no momento do insulto, apresentamdéficitis na habilidade de aprender a localizar o ninho. Com relação à habituação durante a desnutrição a após recuperação nutritional, os animais apresentaram processo semelhante de habituação quando comparados aos controles. O insulto alteroua atividade locomotora desses animais, entretanto, não alterou a exploração. Após recuperação nutritional o déficit na atividade locomotora desapareceu a os animais apresentaram uma hiper-reatividade ao ambiente novo, mostradas pelas maiorfreqüência do levantar-se a maior tempo despendido na área central da caixa-teste. O mesmo foi observado no teste de interação social, durante o insulto esses animais apresentaram menor responsividade social a exploração do ambienterepresentadaspor menores freqüências do brincar, montar de lado, passar sobre o outro a levantar-se. Após recuperação nutritional, esses animais apresentaram hiper-reatividade social a não-social, indicadas pelas maiores freqüências de brincar,montar de lado e levantar-se. O comportamento do grupo das fêmeas foi menos alterado pela desnutrição. O teste do labirinto em cruz elevado apontou para a maior impulsividade e/ou menor ansiedade dos animais desnutridos, como indicado pela maior ) porcentagem de entrada a tempo despendido nos braços abertos desse modelo a pela manutenção dessas freqüências, quando da introdução de um procedimento ansiogênico (isolamento social de curta duração)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ARAÚJO, Mariélena de; ALMEIDA, Sebastião de Souza. Efeitos da desnutrição protéica precoce sobre o comportamento de ratos em modelos de exploração, interação social e ansiedade. 1999.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 1999.
    • APA

      Araújo, M. de, & Almeida, S. de S. (1999). Efeitos da desnutrição protéica precoce sobre o comportamento de ratos em modelos de exploração, interação social e ansiedade. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Araújo M de, Almeida S de S. Efeitos da desnutrição protéica precoce sobre o comportamento de ratos em modelos de exploração, interação social e ansiedade. 1999 ;
    • Vancouver

      Araújo M de, Almeida S de S. Efeitos da desnutrição protéica precoce sobre o comportamento de ratos em modelos de exploração, interação social e ansiedade. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020