Exportar registro bibliográfico

Efeito interativo do estresse hídrico e da densidade de plantio na radiação absorvida e produção de biomassa em áreas de cultivo de trigo (Triticum aestivum L.) (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: OVIEDO, ANTONIO FRANCISCO PERRONE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: AGRICULTURA (ASPECTOS ECONÔMICOS); AGRICULTURA (CONTROLE); ÁGUA; PLANTAS CULTIVADAS
  • Language: Português
  • Abstract: O aumento da produtividade agrícola, integrado à otimização do uso dos recursos naturais para atender a demanda de alimentos em decorrência do crecimento populacional, é um dos problemas mais críticos a ser enfrentado durante a próxima década. Em geral, a escassez de água é o principal fator limitante para o crescimento e desenvolvimento de culturas agrícolas. A água exerce uma grande influência sobre diversos processos fisiológicos e bioquímicos da planta sendo que do total de água absorvido pela planta, menos de 1% fica retido. Diversos trabalhos, em sua maioria realizados em casa de vegetação e em regiões de clima temperado, revelam que a produtividade da cultura do trigo (Triticum aestivum L.) é afetada pelo estresse hídrico, especialmente nos estádios fenológicos de florescimento e enchimento de grãos. A estimativa na queda da produtividade agrícola, decorrente do estresse hídrico, tem sido realizada com relativo sucessso através de técnicas de sensoriamento remoto, em especial, através de medidas radiométricas na faixa do infravermelho termal do espectro eletromagnético. Poucos estudos foram realizados a campo, em condições de clima subtropical, visando relacionar a energia refletida, nas faixas do visível e infravermelho próximo do espectro eletromagnético, com a produtividade de grãos de plantas submetidas ao estresse hídrico. Durante a safra de 1996, foi realizado um experimento a campo na Fazenda Piloto da Universidade de Taubaté, São Paulo, visandoampliar o conhecimento relacionado ao efeito interativo da densidade de plantio e do estresse hídrico sobre a cultivar de trigo IAC-24. A densidade de plantio foi de 400 e 600 plantas por metro2 e o estresse hídrico foi: a) testemunha, suprida com 100% da demanda evaporativa durante todo o ciclo da cultura; b) estresse hídrico durante o perfilhamento, com suspensão da água por 33 dias; c) estresse hídrico durante o emborrachamento, com suspensão da água ) por 23 dias; d) estresse hídrico durante o enchimento de grãos, com suspensão da água por 18 dias e; e) estresse hídrico durante a maturação fisiológica, com suspensão da água por 30 dias. O experimento foi em blocos ao acaso com três repetições. Foi utilizado o Balanço Hídrico Modificado para determinar os "dias secos", monitorar os turnos de irrigação e manter a evapotranspiração potencial igual à evapotranspiração real, para a testemunha. Medidas radiométricas nas faixas do visível e infravermelho próximo foram obtidas ao longo do ciclo da cultura. O índice de vegetação da diferença normalizada (NDVI) foi utilizado para estimar a radiação fotossinteticamente ativa absorvida e acumulada ao longo do ciclo da cultura (AAPAR). Os resultado indicaram que não houve interação significativa entre os fatores densidade de plantio e estresse hídrico. Foi observado um aumento na produção de grãos de 7% para a densidade de 400 plantas m-2 em relação à densidade de 600 plantas m-2. O estresse hídrico, quando aplicadona fase de perfilhamento e de emborrachamento, reduziu o índice de área foliar (IAF) em 20,6 e 12,8% respectivamente. A AAPAR foi reduzida em todos os níveis de estresse hídrico.O estresse hídrico reduziu também a eficiência do uso da radiação para produção de grãos (RUE) quando aplicado durante os estádios de perfilhamento (15,7%) e de emborrachamento (39,4%). A produção de grãos foi reduzida pelo estresse hídrico nos estádios de perfilhamento (22,7%), de emborrachamento (41,6%) e de enchimento de grãos (9,1%). Contudo, o índice de colheita foi reduzido em apenas 11,5 e 25,3% quando o estresse hídrico foi aplicado nos estádios de perfilhamento e deemborrachamento, respectivamente. Os resultados indicaram que o cultivar IAC-24 apresenta boa resistência ao estresse hídrico durante o enchimento de grãos e sugerem que os valores da RUE podem ser empregados em modelos de crescimento e de (continuação) estimativa de produtividade, em condições de estresse hídrico semelhantes ao deste experimento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.08.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OVIEDO, Antonio Francisco Perrone; HERZ, Renato. Efeito interativo do estresse hídrico e da densidade de plantio na radiação absorvida e produção de biomassa em áreas de cultivo de trigo (Triticum aestivum L.). 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Oviedo, A. F. P., & Herz, R. (1999). Efeito interativo do estresse hídrico e da densidade de plantio na radiação absorvida e produção de biomassa em áreas de cultivo de trigo (Triticum aestivum L.). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oviedo AFP, Herz R. Efeito interativo do estresse hídrico e da densidade de plantio na radiação absorvida e produção de biomassa em áreas de cultivo de trigo (Triticum aestivum L.). 1999 ;
    • Vancouver

      Oviedo AFP, Herz R. Efeito interativo do estresse hídrico e da densidade de plantio na radiação absorvida e produção de biomassa em áreas de cultivo de trigo (Triticum aestivum L.). 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021