Exportar registro bibliográfico

Crescimento e propriedades ópticas de cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' puro e com V, Pb e Ce (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO, JESIEL FREITAS - ENGMAT
  • Unidade: ENGMAT
  • Sigla do Departamento: FCM
  • Assunto: DIELÉTRICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Um estudo detalhado do 'core' da inversão na forma de interface sólido-líquido e estrias de crescimento em cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' (BTO) preparados pela técnica de puxamento, usando um forno com aquecimento resistivo, foi realizado.Uma rotina foi definida para obter grandes cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' com a qualidade óptica requerida para aplicações holográficas. Os melhores parâmetros de crescimento determinados foram: diâmetro do cristal de 15 nm, razão entre osraios do cristal/cadinho de 0,3 taxa de rotação de 30 rpm, velocidade de puxamento de 0,2 mm/h e ângulo entre a direção de puxamento e a face do cristal menor que 30'GRAUS' para permitir uma transição suave na forma da interface cristal/líquido.Em cada experimento, cristalizamos somente cerca de um terço do volume inicial do líquido. Técnicas de difração de raios-X pelo método do pó, microanálise eletrônica, microscopia óptica, absorção óptica na região visível e infravermelho (FT-IR),resposta espectral de fotocorrente, atividade óptica, coeficiente eletro-óptico, espalhamento Raman e ressonância paramagnética eletrônica (EPR) foram usadas para uma caracterização sistemática dos cristais de BTO nominalmente puros e dopadoscom vanádio (BTO:V). Resultados de espalhamento Raman e infravermelho mostraram, como diferença mais importante entre o BTO e BTO:V, o aparecimento de uma banda, em 767 'cm POT.-1' e em 790'cm POT.-1', atribuida ao grupo '(V'O IND.4') POT.-3'.Medidas de EPR, a20K, sugerem que o estado de valência dos íons vanádio em BTO é 5+. Em amostras de BTO puro, a anisotropia do espectro de EPR a 20K pode estar relacionada a impurezas de 'Fe POT.3+' provenientes do material de partida e apresença do defeito intrínseco ('Bi IND.M POT.3+' + 'h IND.0 POT.+'). Além disso, novos cristais foram crescidos pela introdução de impurezas de Pb e Ce na rede cristalina sillenita. As propriedades ópticas do BTO:Pb e BTO:Ce são ) similares ao do BTO nominalmente puro
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Jesiel Freitas; HERNANDES, Antônio Carlos. Crescimento e propriedades ópticas de cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' puro e com V, Pb e Ce. 1999.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1999.
    • APA

      Carvalho, J. F., & Hernandes, A. C. (1999). Crescimento e propriedades ópticas de cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' puro e com V, Pb e Ce. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Carvalho JF, Hernandes AC. Crescimento e propriedades ópticas de cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' puro e com V, Pb e Ce. 1999 ;
    • Vancouver

      Carvalho JF, Hernandes AC. Crescimento e propriedades ópticas de cristais de 'Bi IND.12'Ti'O IND.20' puro e com V, Pb e Ce. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020