Exportar registro bibliográfico

Processos de sedimentação atual e morfodinâmica das praias de Bicanga a Povoação, ES (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: ALBINO, JACQUELINE - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GPE
  • Subjects: SEDIMENTOLOGIA; GEOMORFOLOGIA LITORÂNEA
  • Language: Português
  • Abstract: A planície costeira do litoral centro-norte do Estado do Espírito Santo apresenta um setor com bom desenvolvimento dos depósitos quaternários, correspondente à planície deltaica do rio Doce, e outro setor com estreita faixa de sedimentos quaternários limitada pelas falésias da Formação Barreiras. Os estudos sobre a granulometria dos sedimentos de fundo dos rios que desembocam no litoral, a morfologia e a sedimentologia da plataforma continental interna adjacente, bem como as variações topográficas, sedimentológicas e energéticas das praias por um ano revelaram que as praias possuem diferentes fontes de sedimentos e são submetidas a processos hidrodinâmicos distintos. As praias associadas à planície deltaica do rio Doce são volumosas devido ao abundante aporte terrígeno de areias litoclásticas e à deposição de sedimentos fluviais e marinhos favorecida pelo efeito de molhe exercido pela foz do rio Doce. A alta declividade plataforma permite a entrada de ondas de alta energia promovendo eficiente transporte e distribuição de sedimentos, ao longo e perpendicularmente a costa, e causa alterações topográficas sazonais dos perfis praisa. As praias apresentam tipologias refletivas a intermediárias, com tendência à construção. As praias situadas defronte aos tabuleiros da Formação Barreiras são constituídas por areias mistas ( fragmentos de quartzo e biodetritos). A principal fonte das areias bioclásticas marinhas são as construções carbonáticas biogenéticas,que revestem as couraças lateríticas da plataforma continental interna, que são arrancadas e fragmentadas pelas ondas. As areias bioclásticas são compostas predominantemente por fragmentos de algas coralinas, moluscos e briozoários. As couraças ferruginosas da plataforma continental interna e da antepraia dissipam a energia das ondas e consequentemente as praias adquirem caracterísiticas dissipativas e intermediárias. A diferenciação entre estes tipos é determinada pela disposição das couraças na antepraia e pelas diversidades das areias mistas das praias, que desenvolvem processos hidrodinâmicos limitados a pequenos trechos praiais. A escassez de sedimentos bioclásticos nas planícies costeiras situadas defronte às falésias marinhas da Formação Barreiras talvez possa ser explicada pela suscetibilidade maior dos bioclastos à desintegração e dissolução pelas ondas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.08.1999
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALBINO, Jacqueline; SUGUIO, Kenitiro. Processos de sedimentação atual e morfodinâmica das praias de Bicanga a Povoação, ES. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-04112015-153554/pt-br.php >.
    • APA

      Albino, J., & Suguio, K. (1999). Processos de sedimentação atual e morfodinâmica das praias de Bicanga a Povoação, ES. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-04112015-153554/pt-br.php
    • NLM

      Albino J, Suguio K. Processos de sedimentação atual e morfodinâmica das praias de Bicanga a Povoação, ES [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-04112015-153554/pt-br.php
    • Vancouver

      Albino J, Suguio K. Processos de sedimentação atual e morfodinâmica das praias de Bicanga a Povoação, ES [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-04112015-153554/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020