Exportar registro bibliográfico

Riqueza de formigas (Hymenoptera: Formicidae) nos cerrados e similaridade entre uma localidade no Planalto Central e duas no sudeste do Brasil (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, ROGÉRIO ROSA DA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: ZOOLOGIA; HYMENOPTERA
  • Language: Português
  • Abstract: A riqueza de espécies de formigas, diversidade e similaridade da fauna visitando iscas foi avaliada na mesma estação do ano em uma área de cerrado sensu stricto na região core dos cerrados (Niquelândia, GO) e em uma "ilha" de cerradão no Estado de São Paulo (Luiz Antônio) usando-se métodos padronizados de coletas. Para aumentar a base de comparação, foram incorporadas às análises também os dados obtidos por Silvestre (1995) em uma "ilha" de cerrado sensu stricto no município de Cajuru, SP, na mesma estação do ano. Em cada localidade foram realizadas 4 coletas de formigas (2 durante o dia e 2 à noite) atraídas a 400 iscas (200 em solo e 200 na vegetação) oferecidas por 1:30 h em 25 pontos de coletas distribuídos aleatoriamente a cada evento, em uma grade com 120 pontos, cobrindo uma área de 1,2 hectares. Foram identificadas 6 subfamílias, 33 gêneros e 121 espécies de formigas que visitam iscas nas três localidades, para uma fauna estimada de cerca de 180 espécies nesta guilda. Myrmicinae representou aproximadamente 45% das espécies, Formicinae 26%, Ponerinae 16%, Pseudomyrmecinae 6%, Dolichoderinae 5% e Ecitoninae 1%. Os gêneros mais ricos em espécies foram Camponotus (27 espécies), Pheidole (13), Solenopsis (11) e Crematogaster (8). Os índices de diversidade (Shannon e Simpson) indicam as "ilhas" de cerrado como áreas de maior diversidade, sendo as diferenças nos valores de diversidade entre as "ilhas" e a região core significativas (P '< OU =' 0,001). Emtermos de diversidade, as comunidades de formigas das "ilhas" foram estruturalmente mais similares entre si, apresentando maior uniformidade na distribuição das frequências relativas, enquanto a área no core dos cerrados foi caracterizada por maior dominância de algumas espécies nas iscas. Os valores de similaridade entre as áreas podem ser considerados médios. A maior similaridade foi registrada entre as duas áreas de cerrado sensu stricto (Niquelândia e ) Cajuru, Morisita-Horn=0,57). Entre as duas "ilhas" de cerrado o índice foi de 0,44 e entre a área na região core e Luiz Antônio foi de 0,42. Os resultados sugerem que o bioma cerrado apresenta uma riqueza local de formigas relativamente alta
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.06.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Rogério Rosa da; BRANDÃO, Carlos Roberto Ferreira. Riqueza de formigas (Hymenoptera: Formicidae) nos cerrados e similaridade entre uma localidade no Planalto Central e duas no sudeste do Brasil. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Silva, R. R. da, & Brandão, C. R. F. (1999). Riqueza de formigas (Hymenoptera: Formicidae) nos cerrados e similaridade entre uma localidade no Planalto Central e duas no sudeste do Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva RR da, Brandão CRF. Riqueza de formigas (Hymenoptera: Formicidae) nos cerrados e similaridade entre uma localidade no Planalto Central e duas no sudeste do Brasil. 1999 ;
    • Vancouver

      Silva RR da, Brandão CRF. Riqueza de formigas (Hymenoptera: Formicidae) nos cerrados e similaridade entre uma localidade no Planalto Central e duas no sudeste do Brasil. 1999 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020