Exportar registro bibliográfico

Manejo e conservação dos recursos pesqueiros nos tributários da bacia do alto rio Juruá. estudo de caso: a reserva indigena Ashaninka/Kaxinawá, Rio Breu, Acre, Brasil/Peru (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: AMARAL, BENEDITO DOMINGUES DO - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Assunto: PESCA
  • Language: Português
  • Abstract: Esta dissertação tem o objetivo de descrever a pesca de subsistência das populações tradicionais de um aldeia Ashaninka e duas Kaxinawa vivendo à beira do rio Breu. Um dos objetivos foi a busca do conhecimento das populações indígenas sobre os recursos pesqueiros. Inicialmente foram treinados monitores para preencher ficha de coleta de dados das pescarias nas aldeias durante um ciclo anual (agosto/1995 - agosto/1996). Realizou-se os inventários das espécies de peixes capturadas e o georeferenciamento dos pesqueiros nas três aldeias. A análise dos dados foi feita através de estatística descritiva e exploratória. Os resultados obtidos foram os seguintes: I) os ambientes mais procurados pelos índios foram os poços; II) as espécies mais capturadas os mandis (Pimelodidae), a curimatã (Prochilodus sp.) e os bodes ou cascudos (Loricariidae), com destaque para o bode praiano (Hypostomus sp.); III) constatou-se que os arreios ou apetrechos de pesca que mais capturam peixes são a tarrafa e o tingui; IV) sugere-se que a maior eficiência do tingui se dá com as capturas de espécies migradoras, visto sua sensibilidade à falta de oxigenação; V) as capturas de pescados são diferenciadas entre as aldeias, com destaque para a aldeia Kaxinawá do Mourão; VI) na época de verão as pescarias são mais ativas; VII) os esforços de pesca e os fatores associados que foram estatisticamente significativos nas predições das capturas na Reserva Indígena foram a) o número de pescadores e osfatores arreios, sazonalidade e locomoção; b) o (número de pescadores 'AST' tempo total das pescarias) e os fatores aldeias e arreios; c) o (número de pescadores 'AST'tempo total das pescarias)-( o tempo de deslocamento) e os fatores aldeias e arreios; VIII) apesar da maioria das pescarias serem realizadas á pé até os pesqueiros, as capturas são maiores quando a locomoção se dá através de canoa a remo; IX) para cada arreio de pesca em separado, o modelo de covariância onde a captura (kg) é a variável resposta, o esforço de pesca significativo na explicação das variações das capturas foi o número de pescadores'AST'tempo total das pescarias 'AST' número de arreios, com o fator sazonalidade significativo para o arco/flecha, a tarrafa e o tingui. As capturas também variam conforme a locomoção até os pesqueiros com o uso do tingui, onde o uso da canoa a remo permite maiores capturas; e X) os pescadores mais ativos nas pescarias na Reserva Indígena foram os Kaxinawá; XI) ocorre uma delimitação de território entre as etnias Ashaninka e os Kaxinawá nos pesqueiros visitados. A nova dinâmica regional de restrição de território e o crescimento das populações humanas tradicionais, implica na necessidade de se estabelecer planos de gestões dos recursos pesqueiros e atividades correlatas, dentro da área indígena e em suas adjacências
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.11.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMARAL, Benedito Domingues; PETRERE JÚNIOR, Miguel. Manejo e conservação dos recursos pesqueiros nos tributários da bacia do alto rio Juruá. estudo de caso: a reserva indigena Ashaninka/Kaxinawá, Rio Breu, Acre, Brasil/Peru. 1998.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1998.
    • APA

      Amaral, B. D., & Petrere Júnior, M. (1998). Manejo e conservação dos recursos pesqueiros nos tributários da bacia do alto rio Juruá. estudo de caso: a reserva indigena Ashaninka/Kaxinawá, Rio Breu, Acre, Brasil/Peru. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Amaral BD, Petrere Júnior M. Manejo e conservação dos recursos pesqueiros nos tributários da bacia do alto rio Juruá. estudo de caso: a reserva indigena Ashaninka/Kaxinawá, Rio Breu, Acre, Brasil/Peru. 1998 ;
    • Vancouver

      Amaral BD, Petrere Júnior M. Manejo e conservação dos recursos pesqueiros nos tributários da bacia do alto rio Juruá. estudo de caso: a reserva indigena Ashaninka/Kaxinawá, Rio Breu, Acre, Brasil/Peru. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021