Exportar registro bibliográfico

Contribuição ao estudo da resistência de estacas tracionadas em solos arenosos: análise comparativa da resistência lateral na tração e na compressão (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: ORLANDO, CELSO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PEF
  • Assunto: GEOTECNIA
  • Language: Português
  • Abstract: A resistência à tração de estacas depende de muitos fatores, tais como: diferentes tipos de solo, características e propriedades do maciço; tipos de estacas e suas características executivas e geométricas; tipo de carregamento (acidental,permanente, cíclico), etc. Tendo em vista a amplitude do assunto procurou-se concentrar a pesquisa em estacas escavadas em solos arenosos, verticais, isoladas, implantadas em terra ("onshore"), de dimensões usuais, sem base alargada (incluindo-se os tubulões sem alargamento de base), fundações estas empregadas em estruturas industriais, torres de linhas de transmissão etc. O presente trabalho pretende fornecer uma contribuição ao estudo da resistência à tração dessas estacas, procurando-se mostrar a influência das propriedades da areia e das características geométricas (diâmetro e comprimento) das estacas através de modelos físicos. Procurou-se, também, analisar o problema de uma maneira conceitual, discutindo-se o mecanismo de ruptura das estacas tracionadas e procedendo-se a uma análise comparativa entre a resistência lateral das estacas submetidas a carregamentos de tração e de compressão. Inicialmente procura-se mostrar os conceitos emétodos de cálculo usuais empregados para dimensionamento dessas estacas tracionadas. Apresenta-se, então uma pesquisa experimental em modelos físicos de estacas enterradas, em um tanque de areia com a finalidade de compreender melhor o mecanismo de ruptura das estacasescavadas submetidas à tração e comparar a resistência lateral, na tração e na compressão. A partir das pesquisas e do estudo conceitual são feitas algumas considerações para avaliação da resistência de estacas tracionadas e da relação entre a resistência lateral na tração e na compressão. Baseando-se nessas considerações, são feitas algumas sugestões. Por fim, faz-se uma análise comparativa dos resultados de três provas de carga à tração, existente sem tubulões sem base ) alargada, utilizando-se diversos métodos de cálculo. Procura-se interpretar os resultados em função das sugestões apresentadas.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ORLANDO, Celso; MAFFEI, Carlos Eduardo Moreira. Contribuição ao estudo da resistência de estacas tracionadas em solos arenosos: análise comparativa da resistência lateral na tração e na compressão. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Orlando, C., & Maffei, C. E. M. (1999). Contribuição ao estudo da resistência de estacas tracionadas em solos arenosos: análise comparativa da resistência lateral na tração e na compressão. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Orlando C, Maffei CEM. Contribuição ao estudo da resistência de estacas tracionadas em solos arenosos: análise comparativa da resistência lateral na tração e na compressão. 1999 ;
    • Vancouver

      Orlando C, Maffei CEM. Contribuição ao estudo da resistência de estacas tracionadas em solos arenosos: análise comparativa da resistência lateral na tração e na compressão. 1999 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021