Exportar registro bibliográfico

As repercussões emocionais em irmãos de deficientes visuais (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: VILLELA, ELISA MARINA BOURROUL - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: FAMÍLIA (PSICOLOGIA); DEFICIENTES; PSICANÁLISE; PSICOLOGIA; PROCEDIMENTO DE DESENHOS-ESTÓRIAS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho é investigar o registro emocional dos irmãos enquanto integrantes de uma família com uma criança deficiente visual. A família nuclear atual detém o monopólio da afetividade e da preparação dos indivíduos para a vida. Como um subsistema da instituição familiar, as relações fraternas ocupam um importante lugar na formação da personalidade de quem os tem. Apesar disto, pouco se tem dedicado ao estudo e ao reconhecimento da sua grande importância. Somente a partir dos anos 80, vamos encontrar estudos sistemáticos sobre o tema. No campo da psicanálise alguns autores tem se dedicado a estudar e compreender a relação fraterna, não somente como extensão ou substituição da relação com o objeto primário, mas sim como um fenômeno com uma especificidade própria. Famílias com um membro deficiente desenvolvem uma dinâmica própria e as relações fraternas sofrem influências desta. Este trabalho se propôs a conhecer as fantasias e os conflitos nodais relativos à relação fraterna dos irmãos a partir de seus próprios relatos. Investigamos 10 crianças de idade entre 6 a 11 anos irmãs de deficientes visuais. Utilizando os recursos de entrevistas e do Procedimento de Desenhos de Família com Estórias de Walter Trinca. Os dados obtidos revelam um sistema básico de funcionamento mental centrado na repressão da hostilidade. A rivalidade fraterna é uma experiência determinante no desenvolvimento das funções do ego e na configuração da estrutura defensiva, a qual acriança começa a edificar contra a hostilidade dirigida ao irmão. Se esta não pode ser vivida, fica retida no inconsciente, não tendo a chance de transformar-se em ação positiva para o desenvolvimento e para o auto conhecimento da pessoa. O custo emocional que foi observado nas crianças deste estudo foi que, em prol da preservação da relação fraterna, há um afastamento de si prórpios frente aos seus verdadeiros desejos e necessidades. No entanto,... ) o reconhecimento e a aceitação dos sentimentos negativos do filho não deficiente por parte da família, e especialmente por parte da mãe possibilitará à criança vivenciar tais sentimentos e elaborá-los. Esta elaboração permitirá um crescimento pessoal verdadeiro. Justifica-se aí o desenvolvimento de trabalhos profiláticos com famílias com um membro deficiente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.04.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VILLELA, Elisa Marina Bourroul; AMIRALIAN, Maria Lúcia Toledo Moraes. As repercussões emocionais em irmãos de deficientes visuais. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Villela, E. M. B., & Amiralian, M. L. T. M. (1999). As repercussões emocionais em irmãos de deficientes visuais. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Villela EMB, Amiralian MLTM. As repercussões emocionais em irmãos de deficientes visuais. 1999 ;
    • Vancouver

      Villela EMB, Amiralian MLTM. As repercussões emocionais em irmãos de deficientes visuais. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021