Exportar registro bibliográfico

Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua (1999)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FERRAZ, FLÁVIO ROBERTO CARVALHO - IP
  • Unidades: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: TRANSTORNOS MENTAIS; LOUCURA (SOCIOLOGIA); ETNOPSICOLOGIA; PSICOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo geral deste trabalho é o de procurar uma teoria acerca do papel do chamado "louco de rua" no imaginário popular, através da apreensão do lugar por ele ocupado no conjunto de narrativas que constituem a história e a tradição oral de uma comunidade. A compreensão de "loucura" aqui levada em conta baseou-se no pensamento de Foucault, que a vê como fenômeno determinado historicamente e divide as formas de sua concepção no decorrer da história entre as modalidades trágica e crítica, a primeira antecedendo o advento da psiquiatria. O material da pesquisa foi obtido através de duas fontes que, embora distintas, guardam muito contato entre si: 1. a narrativa literária (em poesia e prosa) de uma série de escritores brasileiros; 2. entrevistas com pessoas de uma comunidade. Tanto nas narrativas recolhidas da literatura como naquela dos entrevistados, buscou-se apreender as características das relações que se travam entre o louco de rua e a comunidade no espaço do teatro do mundo e detectar-se a maneira como o convívio com o louco toca o imaginário popular e produz efeitos. Nesta linha, procurou-se destacar, no material levantado, as diversas modalidades do relacionamento entre o louco de rua e a cidade, para em seguida, esboçar-se uma teoria dos lugares que se atribuem ao louco e das funções que ele acaba por exercer no seio da comunidade. Dito de outra forma, a investigação realizada procurou detectar o espaço mental que o contato com o louco ocupa nocidadão comum, tanto no plano individual como no coletivo. O trabalho de campo foi realizado na cidade de Cambuí, Minas Gerais, através de entrevistas semi-abertas, com o foco situado nas memórias do entrevistado sobre loucos de rua da cidade, versando sobre aquilo que ele vivenciou e escutou a respeito de tais pessoas. A escolha dos sujeitos obedeceu ao critério da amostra qualificada e o método adotado foi o do chamado relato oral ) A análise do material levantado sobre o louco de rua, entre outras coisas, mostrou-o como uma espécie de remanescente da loucura trágica que, embora tenha escapado à institucionalização médica, vive sua loucura em uma "ilha" cercada pela concepção crítica. A rua (theatrum mundi) seria o espaço por excelência para a possibilidade da experiência da loucura em estado livre, e os efeitos deste fenômeno fazem-se sentir tanto para o louco como para a comunidade, que com ele se relaciona de modo ambivalente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRAZ, Flávio Roberto Carvalho; SCHMIDT, Maria Luisa Sandoval. Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Ferraz, F. R. C., & Schmidt, M. L. S. (1999). Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ferraz FRC, Schmidt MLS. Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua. 1999 ;
    • Vancouver

      Ferraz FRC, Schmidt MLS. Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua. 1999 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020