Exportar registro bibliográfico

Neotectônica no planalto de Campos do Jordão, SP (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: HIRUMA, SILVIO TAKASHI - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GPE
  • Assunto: GEOLOGIA ESTRUTURAL
  • Language: Português
  • Abstract: O Planalto de Campos do Jordão, situado na porção sudoeste do bloco principal da Serra da Mantiqueira, apresenta várias evidências de reativações tectônicas recentes, expressas pela organização da rede de drenagem e pela presença de inúmeras feições morfotectônicas. Análises morfométricas usualmente utilizadas para estudos da morfotectônica indicam um nítido controle neotectônico na morfologia do planalto. Mapas de isovalores de densidade de drenagem, rugosidade de relevo, gradientes hidráulicos, superfícies de bases e declividade confirmam a compartimentimentação em blocos do planalto, delimitados pelos principais "trends" de lineamentos. Esta compartimentação coincide, muitas vezes, com os limites de unidades geossistêmicas estabelecidas para o planalto. As feições morfotectônicas observadas - capturas de drenagem, vales assimétricos, com escarpas retilíneas, facetas triangulares e trapezoidais, vales e anfiteatros suspensos, "shutter ridges" e divisores pouco nítidos - estão associados diretamente aos falhamentos recentes. Estes ocorrem principalmente pela reativação tectônica ao longo de zonas de fraquezas representadas pelas foliações metamórficas (xistosidade, bandamento e foliação milonítica) das rochas pré-cambrianas. A análise estrutural, em conjunto com os dados sobre a sedimentação quartenária, permitiu reconhecer a superposição de três regimes de esforços neotectônicos. O mais antigo (Pleistoceno Superior a Holoceno), corresponde a um regimecompressivo NW - SE, caracterizado por falhas transcorrentes sinistrais NNW - SSE e dextrais ENE - WSW/WNW - ESSE, compatíveis com o binário transcorrente dextral, de direção E - W. Este regime seria seguido por outro de extensão E - W a NW - SE, evidenciado por falhas normais de direção NE - SW. Finalmente, um regime de esforços compressivos de direção E - W a NW - SE, definido por juntas neotectônicas subverticais que afetam "stone-lines", depósitos de ) colúvios e turfeiras, compatível com o regime atual de esforços horizontais máximos, obtidos a partir de dados geofísicos. Observa-se, portanto, a continuidade - orientação e idade - dos regimes de esforços identificados em áreas vizinhas, como no Vale do Rio Paraíba do Sul e na região de Alto de Queluz
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.05.1999
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HIRUMA, Silvio Takashi; RICCOMINI, Claudio. Neotectônica no planalto de Campos do Jordão, SP. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-15052014-094033/pt-br.php >.
    • APA

      Hiruma, S. T., & Riccomini, C. (1999). Neotectônica no planalto de Campos do Jordão, SP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-15052014-094033/pt-br.php
    • NLM

      Hiruma ST, Riccomini C. Neotectônica no planalto de Campos do Jordão, SP [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-15052014-094033/pt-br.php
    • Vancouver

      Hiruma ST, Riccomini C. Neotectônica no planalto de Campos do Jordão, SP [Internet]. 1999 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44136/tde-15052014-094033/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021