Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo da atividade anticolinesterásica de diversos antagonistas de receptores de dopamina (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GIDALI, DEBORA - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: PATOLOGIA VETERINÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Foi avaliada a inibição da colinesterase plasmática e tecidual induzida por antagonistas dopaminérgicos: bromoprida (BRO) e domperidona (DOMP), utilizados como antieméticos e os neurolépticos: haloperidol (HAL), clorpromazina (CPZ), tioridazina (TIO), flufenazina (FLU), clopazina (CLO) e sulpirida (SULP). Dois parâmetros bioquímicos foram analisados "in vitro": a concentração mínima efetiva (CME) para a inibição da colinesterase e a concentração inibitória 50% ('IC POT. 50'). Medimos também o comportamento rotacional após a injeção intraestrial de cada uma das drogas estudadas nas 'IC POT. 50s' determinadas previamente, seguida de anfetamina i.p. Todas as drogas diminuíram a atividade colinesterásica. A CME de BRO foi menor noplasma que no duodeno e íleo, sendo que a CME de DOMP foi menor que BRO nestes tecidos. A 'IC POT. 50' de DOMP foi menor que BRO no plasma, duodeno e íleo e não foi diferente entre os estriados. Portanto DOMP é a droga mais apropriada no tratamento das desordens gastrintestinais. AS CMEs do plasma de TIO, FLU, HAL e CPZ foram menores que as de CLO e SULP. No estriado, TIO, CPZ e FLU tiveram uma CME menor que HAL. Analisando-se a 'IC POT. 50' plasmática, TIO, CLO, e CPZ são potentes inibidores. NO estriado, CLO foi menos potente. TIO é a que mais inibe a colinesterase plasmática e estriatal. Conclui-se que a atividade anticolinesterásica se relaciona com a atividade anticolinérgica e não há relação com a potência antidopaminérgica 'D POT. 2'nem com a potência antipsicótica. No rotarômetro, as drogas induziram um padrão de rotação contralateral área estriatal injetada. Não houve diferença significante entre as drogas, demonstrando que quando se utilizam concentrações equivalentes ('IC POT. 50'), os efeitos nigroestriatais também são equivalentes, sugerindo a existência de um importante componente colinérgico neste comportamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIDALI, Débora; NASELLO, Antonia Gladys. Estudo comparativo da atividade anticolinesterásica de diversos antagonistas de receptores de dopamina. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Gidali, D., & Nasello, A. G. (1998). Estudo comparativo da atividade anticolinesterásica de diversos antagonistas de receptores de dopamina. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Gidali D, Nasello AG. Estudo comparativo da atividade anticolinesterásica de diversos antagonistas de receptores de dopamina. 1998 ;
    • Vancouver

      Gidali D, Nasello AG. Estudo comparativo da atividade anticolinesterásica de diversos antagonistas de receptores de dopamina. 1998 ;