Exportar registro bibliográfico

Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM 199 e 'B IND. 2' (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TAVARES, LILIAM MARA TREVISAN - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VRA
  • Subjects: REPRODUÇÃO ANIMAL; ANIMAIS DE LABORATÓRIO
  • Language: Português
  • Abstract: Foram cultivados e co-cultivados zigotos e embriões de 2 células de camundongos isogênicos C57Black/DBA em suspensões de células epiteliais de ovidutos de camundongos (MOEC) e de bovinos (BOEC) até o estágio de blastocistos nos meios CZB, TCM199 e 'B IND. 2'. Os cultivos celulares (MOEC e BOEC) foram realizados em gota de 100'mü'l de CZB, TCM199 e 'B IND. 2' sob óleo mineral. Os embriões foram colhidos em estágios de zigoto (24-26 horas após o hCG) e de 2 células (46-48 horas após o hCG), e distribuídos entre o cultivo (controle) e o co-cultivo (MOEC e BOEC) nos meios CZB, TCM199 e 'B IND. 2'. Os zigotos que atingiram os estágios de blastocistos expandido e eclodido no CZB foram 44 (38,26%) para o controle, 2 (1,89%) para as MOEC e 8 (6,72%) para as BOEC, sendo que o controle apresentou-se estatisticamente diferente (p '< OU =' 0,05) em relação às MOEC e às BOEC. Os zigotos cultivados e co-cultivados nos meios TCM199 e 'B IND. 2' não clivaram além de 2 células. Os embriões de 2 células que se desenvolveram até blastocistos no CZB foram 46 (43,80%) para o controle, 45 (38,79%) para as MOEC e 37 (29,60%) para as BOEC, sendo que o controle apresentou-se estatisticamente diferente (p '< OU ='0,05) em relação às BOEC. No TCM199, o total de blastocistos foi de 52 (48,15%) para o controle, 68 (39,08%) para as MOEC e 64 (48,49%) para as BOEC, não havendo diferença estatística (p'< OU =' 0,05) entre os grupos. No 'B IND. 2' o total de blastocistos foi de 28 (24,78%) para ocontrole, 34 (28,10%) para as MOEC e 25 (23,81%) para as BOEC, não havendo diferença estatística (p'< OU =' 0,05) entre os três grupos. Nos grupos controle, os embriões de 2 células que se desenvolveram até blastocisto no 'B IND. 2' (24,78%) apresentaram-se estatisticamente diferentes (p'< OU =' 0,05) em relação ao CZB (43,80%) e ao TCM199 (48,15%). Nos grupos co-cultivados em MOEC não houve diferença estatística (p'< OU =' 0,05) entre ) os meios CZB (38,79%), TCM199 (39,08%) e B2 (28,10%), mas nos grupos em BOEC houve diferença estatística (p'< OU =' 0,05) entre o meio TCM199 (48,49%) e os meios CZB (29,60%) e 'B IND. 2' (23,81%). Este trabalho permitiu concluir que o bloqueio dos zigotos nos meios TCM199 e 'B IND. 2' pode estar relacionado à presença da glicose, e que o desenvolvimento dos embriões de camundongos não é espécie-específica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.06.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TAVARES, Liliam Mara Trevisan; VISINTIN, José Antonio. Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM 199 e 'B IND. 2'. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Tavares, L. M. T., & Visintin, J. A. (1998). Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM 199 e 'B IND. 2'. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Tavares LMT, Visintin JA. Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM 199 e 'B IND. 2'. 1998 ;
    • Vancouver

      Tavares LMT, Visintin JA. Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM 199 e 'B IND. 2'. 1998 ;