Exportar registro bibliográfico

O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em um município do litoral nordestino (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: ROCHA, MARIA EDUARDA DA MOTA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FSL
  • Subjects: SOCIOLOGIA; POBREZA (SOCIOLOGIA); CULTURA
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho analisa a consolidação da cultura de consumo entre a população pobre do município de São Miguel dos Milagres, situado no litoral norte de Alagoas. Trata-se de mostrar como este processo implicou em um reequacionamento das necessidades e recursos da população em estudo, assim como na emergência de novos padrões de consumo. Neste horizonte, o problema enfocado é o modo como uma população pobre se relaciona com o consumo em dois níveis. O primeiro deles refere-se às rotas de acesso aos bens acionadas por essa população. Esse consumo é viabilizado pela conjugação entre as táticas de que se utiliza aquela população e os dispositivos do mercado voltados à efetivação da demanda latente representada pelas camadas de baixa renda. Essas táticas são sobretudo os biscates e o comércio informal. Já os dispositivos do mercado incluem desde uma rede de distribuição de produtos contrabandeados do Paraguai até o crediário e a pirataria. O segundo nível da relação entre a população pobre e o consumo a ser enfocado na pesquisa proposta diz respeito aos sentidos atribuídos ao consumo de certos bens. Estes sentidos articulam-se em torno de uma busca de reconstrução de identidades sociais no intuito de diluir o estigma da pobreza. Os sentidos e as rotas de acesso aos bens são dois níveis que se conjugam para compor o que chamamos de consumo precário, não tanto pelo volume de bens a que têm acesso as populações pobres. A precariedade está antes no sentido atribuido aoconsumo de certos bens como supostos atestados de uma inserção mais favorável na sociedade e no modo através do qual este consumo é viabilizado, recorrendo-se a dispositivos informais de levantamento de recursos e barateamento dos produtos. Desta forma, o consumo precário não exclui a pobreza. Ele indica o modo de integração das populações pobres à sociedade urbano-industrial brasileira. Em São Miguel dos Milagres, o ingresso parcial da população pobre ) no universo do consumo, na forma e dimensão em que ocorreu, dispensou profundas transformações nas relações de propriedade, nas práticas políticas e nas relações de trabalho, ainda marcadas pela baixa remuneração e instabilidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.02.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROCHA, Maria Eduarda da Mota; ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em um município do litoral nordestino. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Rocha, M. E. da M., & Arruda, M. A. do N. (1999). O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em um município do litoral nordestino. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Rocha ME da M, Arruda MA do N. O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em um município do litoral nordestino. 1999 ;
    • Vancouver

      Rocha ME da M, Arruda MA do N. O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em um município do litoral nordestino. 1999 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021