Exportar registro bibliográfico

Anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e estruturas secretoras de Caryocar brasiliensis camb. (Caryocaraceae) (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: REZENDE, MARIA HELENA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Assunto: ANATOMIA VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve como objetivo estudar a anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e das estruturas secretoras de Cryocar brasiliense Camb., espécie típica do cerrado. Sabe-se que o sistema subterrâneo de plantas do cerrado, comfreqüência, apresenta a possibilidade de reprodução vegetativa. Essa capacidade reprodutiva não foi registrada em C.brasiliense pois suas raízes laterais não são gemíferas. Porém esta característica foi observada em relação ao hipocólito queapresentou a capacidade de formar gemas quando lesionado. A característica em questão representa, sem dúvida alguma, uma adaptação contra a ação de fatores ambientais como geadas e fogo, sendo este último fator muito comum em áreas de cerrado. Aestrutura primária da raiz apresenta organização típica diarca. Nas raízes laterais em estrutura secundária a periderme possui origem pericíclica. Próximo ao ápice da raiz principal a periderme também se origina no periciclo enquanto que naregião de ramificação a origem é subepidérmica. No caule, a estrutura primária situa-se em uma faixa muito curta com cerca de 368 'mü'm. O felogênio tem origem no parênquima subepidérmico, sendo que a formação precoce da epiderme sem dúvidaalguma representa um caráter adaptativo importante para esta espécie. O estudo da anatomia nodal revelou que C.brasiliense possui nó multilacunar. A folha de C.brasiliense possui padrão de nervação do tipo semicraspedódromo. A análise da lâminafoliarem relação ao tecidoepedérmico revelou as seguintes características: epidermes adaxial e abaxial unistratificadas, com tricomas tectores uni a pluricelulares, sendo que nas folhas bem jovens a epiderme é densamente pilosa, cutícula comestrias epicuticulares e estratos cuticulares espessos; em vista frontal as células epidérmicas possuem formato poliédrico e paredes anticlinais retas. Os estômatos anomocíticos localizam-se na epiderme abaxial. A lâmina foliar apresenta(continua) ) organização tipicamente dorsiventral e características xeromorfas, tais como: cutícula espessa, tricomas, mesofilo compacto que ocorre uma variação muito grande na organização do sistema vascular, principalmente no que diz respeitoao número de feixes corticais e medulares. Os estames apresentam maturação centrípeta, as anteras são bitecas, tetraesporangiadas. O desenvolvimento da parede do microsporângio segue o padrão monocotiledônio, o endotécio é fibroso e o tapete édotipo secretor. A citocinese é simultânea resultand em uma tétrade de micrósporos de arranjo tetraédrico. Os grãos de pólen são grandes; isopolares; prolato-esferoidais; âmbito triangular, gonitremados; (2)-3-coloporados e sexina reticulada. Oóvulo é hemianátropo, crassinucelado e bitegumentado. A micrópila é formada apenas pelo tegumento interno. As margens dos tegumentos em desenvolvimento são constituídas por células piramidais. C.brasiliense apesenta uma série de estruturassecretoras tais como: colétere, tricomasglandulares capitados, nectários florais situados nas sépalas e ovário, bem como nectários extraflorais localizados no ápice e "dentes" dos bordos foliares; hidatódios associados aos nectáriosextraflorais foram registrados no ápice da folha. Nos filetes dos estames foram documentadas células epidérmicas especializadas que provavelmente possuem atividade secretora
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.02.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REZENDE, Maria Helena; MORRETES, Berta Lange de. Anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e estruturas secretoras de Caryocar brasiliensis camb. (Caryocaraceae). 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Rezende, M. H., & Morretes, B. L. de. (1999). Anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e estruturas secretoras de Caryocar brasiliensis camb. (Caryocaraceae). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Rezende MH, Morretes BL de. Anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e estruturas secretoras de Caryocar brasiliensis camb. (Caryocaraceae). 1999 ;
    • Vancouver

      Rezende MH, Morretes BL de. Anatomia dos órgãos vegetativos, da flor e estruturas secretoras de Caryocar brasiliensis camb. (Caryocaraceae). 1999 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021