Exportar registro bibliográfico

Caracterização do gene da crotamina nas variedades crotamina-positiva e crotamina-negativa da cascavel Crotalus durissus terrificus (1999)

  • Authors:
  • Autor USP: OGUIURA, NANCY - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIO
  • Assunto: BIOLOGIA ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: As cascavéis pertecem ao gênero Crotalus e habitam o continente americano. A espécie Crotalus durissus é a mais amplamente distribuída. Seu veneno é composto por quatro toxinas majoritárias: a crotoxina, a convulxina, a giroxina e a crotamina.Crotamina é uma miotoxina que provoca a paralisia dos membros posteriores de camundongos e a mionecrose dos músculos esqueléticos. O polimorfismo da composição do veneno de serpentes é bem conhecido. Um dos exemplos clássicos de variaçãointra-específica é a presença ou a ausência de crotamina no veneno da Crotalus durissus. Com objetivo principal de compreender a causa desta heterogeneidade, trabalhou-se com a subepécie Crotalus durissus terrificus variedadescrotamina-positivae crotamina-negativa, cujo local de coleta era conhecido. Para esclarecer a causa da heterogeneidade do veneno dessas cascavéis foi necessário: 1) quantificar a crotamina nos venenos, 2) caracterizar os transcritos na glândulade veneno das cascavéis crotamina-positiva e crotamina-negativa, 3) caracterizar os genes da crotamina em ambas as variedades de cascavéis. Quantificou-se a crotamina no veneno individual das cascavéis utilizadas através do método de ELISAdescrito no capítulo 2. A quantidade determinada nos venenos crotamina-positivos não foi menor que 0,1mg/mg de veneno. Observou-se, ainda, que não havia quantidade de crotamina detectável no veneno crotamina-negativo por este métodocujasensibilidade é de 0,6ng. O par de glândulas de veneno de cada indivíduo foi utilizado para a extração de RNA e construção da biblioteca de cDNA (capítulo 3). Descreveu-se a seqüência de seis clones de cDNA, de 340 a 360 nucleotídeos, cujosquadros de leitura aberta codificavam para uma pré-toxina com um peptídeo sinal de 22 aminoácidos, a crotamina ou a crotamina-Ile19 (42 aminoácidos) e uma lisina retirada durante o processamento pós-traducional. A seqüência dessa pré-crotaminaera flanquedada por uma (continua) ) região não traduzida 5', com cerca de 26 nucleotídeos, e outra região não-traduzida 3' com 120 nucleotídeos aproximadamente. O DNA foi obtido do fígado e utilizado na caracterização do gene da crotamina através de técnicas deSouthern blot e PCR (capítulos 4). Dessa maneira, determinou-se o caráter multigênico da crotamina e a possível presença de genes parcialmente deletados na variedade crotamina-negativa. O sequenciamento parcial de um gene da crotamina mostrouque ele é constituído por dois eixons, um codifica o peptídeo sinal e outro a crotamina (Laure, 1975), separados por um intron de 900pb (capítulo 5). A crotamina e as outras miotoxinas da mesma família foram muito estudads a nível farmacológico,pouco se conhecia sobre a sua biologia molelucar. Nesses trabalho, pôde-se esclarecer alguns pontos sobre o poliformismo da crotamina no veneno da CRotalus durissus terrificus, assim como ampliar o conhecimento ao nível moleculardessas pequenasmiotoxinas básicas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.02.1999

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OGUIURA, Nancy; MENCK, Carlos Frederico Martins. Caracterização do gene da crotamina nas variedades crotamina-positiva e crotamina-negativa da cascavel Crotalus durissus terrificus. 1999.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1999.
    • APA

      Oguiura, N., & Menck, C. F. M. (1999). Caracterização do gene da crotamina nas variedades crotamina-positiva e crotamina-negativa da cascavel Crotalus durissus terrificus. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oguiura N, Menck CFM. Caracterização do gene da crotamina nas variedades crotamina-positiva e crotamina-negativa da cascavel Crotalus durissus terrificus. 1999 ;
    • Vancouver

      Oguiura N, Menck CFM. Caracterização do gene da crotamina nas variedades crotamina-positiva e crotamina-negativa da cascavel Crotalus durissus terrificus. 1999 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021