Exportar registro bibliográfico

Sobrevida dos pacientes com AIDS no município de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997 (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DORING, MARLENE - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; NOTIFICAÇÃO DE DOENÇAS
  • Language: Português
  • Abstract: O tempo de sobrevida, após diagnóstico de AIDS até o óbito, foi determinado, retrospectivamente, entre pacientes com AIDS, residentes no municipio de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997. Os dados foram coletados nas fichas de notificação compulsória e registros de Serviços de Referência para AIDS. O diagnóstico de AIDS foi baseado nos critérios adotados pelo Ministério da Saúde. O tempo de sobrevida foi calculado pelo método de Kaplan-Meier e as diferenças entre as curvas de sobrevida foram obtidas a aparitr do teste log rank. Dos 317 pacientes com AIDS, 227 (71,6 por cento) eram do sexo masculino e 90 (28,4 por cento), do sexo feminino. Setenta e nove por cento tinham entre 20 e 39 anos. A idade mediana, no momento do diagnóstico, foi de 27 anos. A transmissão heterossexual ocorreu em 64 por cento dos casos de AIDS em maiores de 12 anos, dos quais 44 por cento estavam associados também ao uso de drogas injetáveis (UDI). O UDI isolado ou associado a outras categorias estava implicado em 61 por cento dos casos. Em menores de 13 anos, 100 por cento dos casos ocorreram por transmissão perinatal. O tempo mediano de sobrevida global foi de 31 meses. A probabilidade de sobreviver um ano após disgnóstico foi de 69 por cento, dois anos foi de 56 por cento e três anos foi de 46 por cento. Pacientes com 40 anos ou mais apresentaram pior sobrevida e o tempo mediano foi de 9,3 meses. Houve diferença estatisticamente significativa entre as curvas de sobrevidasegundo faixa etária (p= 0,0026). A análise de regressão de Cox, tomando como referência a faixa etária de menores de 13 anos, evidenciou um risco de morrer 2,9 vezes maior para os individuos com 40 anos ou mais, com 95 por dento de IC=1,12-6,91. As mulheres apresentaram maior tempo mediano de sobrevida, 54 meses, comparada com 25,2 meses encontrado para homens. Houve diferença estatisticamente significativa entre as curvas de sobrevida sobre segundo sexo (p=0,0024).(cont.) (continuação) O tempo mediano de sobrevida dos individuos que receberam biterapia foi superior ao dos individuos que receberam biterapia foi superior ao dos individuos que receberam monoterapia. O tempp mediano de sobrevida encontrado neste estudo pode estar relacionado, principalmente, ao acesso ao diagnóstico, à terapêutica anti-retroviral e à profilaxia de doenças oportunistas com maior disponibilidade em anos mais recentes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.12.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DORING, Marlene; SATO, Neusa Nakao. Sobrevida dos pacientes com AIDS no município de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Doring, M., & Sato, N. N. (1998). Sobrevida dos pacientes com AIDS no município de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Doring M, Sato NN. Sobrevida dos pacientes com AIDS no município de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997. 1998 ;
    • Vancouver

      Doring M, Sato NN. Sobrevida dos pacientes com AIDS no município de Passo Fundo, RS, período de 1988 a 1997. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020