Exportar registro bibliográfico

Controle químico de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro: ação in vitro sobre o ciclo de vida, ação preventiva e curativa em condições controladas, eficiência e modo de aplicação em campo (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, SILVÂNIA HELENA FURLAN DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LFT
  • Subjects: HORTICULTURA; FITOPATOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: O trabalho objetivou verificar a ação in vitro de fungicidas em diferentes etapas do ciclo de vida de Sclerotinia sclerotiorum, a ação in vivo em condições controladas e em campo de controle do mofo branco do feijoeiro. A ação in vitro dosfungicidas, nas concentrações de 0, 1 e 100 ppm do ingrediente ativo, foi detectada com base na inibição do crescimento micelial de colônias, produção de esoloródios, germinação miceliogênica e carpogênica dos escleródios. Em condiçõescontroladas, foram avaliadas as seguintes perfomances dos fungicida: ação preventiva e curativa em plantas inoculadas pelos métodos de disco micelial em BDA e de palito contaminado; longevidade em folhas inoculadas entre os 0 e 18 dias dapulverização; persistência em folhas que receberam uma chuva simulada de 30 mm em diferentes períodos de tempo e após a pulverização; translocação em folhas trifolioladas, cujas plantas foram pulverizadas dirigindo-se apenas às folhascotiledonares. Em campo, os seguintes parâmetros foram observados: a eficiência de fungicidas aplicados pelo método convencional, o modo de aplicação utilizando diferentes pontas de bico, números e volumes de aplicação, e a técnica da fungigaçãocom o pivô central, visando ao controle do mofo branco, em 5, 2 e 2 campos comerciais, respectivamente. Houve ação diferencial dos fungicidas quanto ao crescimento micelial, produção de escleródios, germinação miceliogênica e carpogênica dosescleródios. Em geral, o fungicidafluazinan apresentou melhor fungitoxicidade. Em condições controladas, os fungicidas fluazinan, procymidone, vinclozolin, benomyl, carbendazim, iprodione e fludioxanil + cyprodinil apresentaram ação preventivae curativa na severidade da doença. Fluazinan mostrou-se com maior longevidade nas folhas e boa persistência sob ação de chuva. No entanto, este não apresentou sistemicidade ou translocação nas folhas, quando comparado a procymidone,vinclozolin, benomyl, ) carbendazim e iprodione, que agiram contra S. sclerotiorum em folhas não tratadas, posicionadas imediatamente acima de folhas tratadas. Em campo, os maiores níveis de eficácia no controle do mofo branco foram alcançados comfluazinan, seguido de procymidone, vinclozolin, benomyl e carbendazim, pulverizados no pré-florescimento (estádio R5) e no florescimento (estádio R6). O uso de fungicidas proporcionou aumento de produtividade na cultura. Correlação entre ostestes in vitro e in vivo nem sempre foi encontrada. Por exemplo, os triazóis e o prochloraz foram altamente fungitóxicos in vitro, porém ineficientes em campo. Houve efeito de pontas de bico, números e volumes de pulverizações, sendo o jatoplano melhor que o cônico e duas pulverizações melhor do que uma para o controle da doença. Além disso, o jato plano duplo foi melhor que o cônico e o volume de calda de 1000 L/ha melhor que 500 L/ha em relação ao rendimento da cultura. Atécnica da fungigacão utilizando o pivô central, mostrou-se promissora nocontrole do mofo branco do feijoeiro, permitindo a redução da entrada de máquinas e portanto, os danos à cultura, principalmente nos estádios de intensa vegetação epresença de flores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.09.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Silvânia Helena Furlan de; KIMATI, Hiroshi. Controle químico de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro: ação in vitro sobre o ciclo de vida, ação preventiva e curativa em condições controladas, eficiência e modo de aplicação em campo. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-20200111-142153/ >.
    • APA

      Oliveira, S. H. F. de, & Kimati, H. (1998). Controle químico de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro: ação in vitro sobre o ciclo de vida, ação preventiva e curativa em condições controladas, eficiência e modo de aplicação em campo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-20200111-142153/
    • NLM

      Oliveira SHF de, Kimati H. Controle químico de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro: ação in vitro sobre o ciclo de vida, ação preventiva e curativa em condições controladas, eficiência e modo de aplicação em campo [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-20200111-142153/
    • Vancouver

      Oliveira SHF de, Kimati H. Controle químico de Sclerotinia sclerotiorum em feijoeiro: ação in vitro sobre o ciclo de vida, ação preventiva e curativa em condições controladas, eficiência e modo de aplicação em campo [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11135/tde-20200111-142153/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021