Exportar registro bibliográfico

Avaliação in vitro da densidade óssea de mandíbulas edêntulas por meio do sistema de dupla emissão de raios X (DXA) comparada à densidade óssea mandibular obtida com a digitalização de radiografias intra-bucais com o filme ultra-speed "D" (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MANSINI, ROBERTO - FO
  • Unidades: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Subjects: RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA
  • Language: Português
  • Abstract: A habilidade para detectar um nível básico de densidade óssea mandibular abaixo da qual a mandíbula não resiste a forças fisiológicas, poderia melhorar o prognóstico de vários procedimentos protéticos tais como: implantes osseointegrados,próteses totais e próteses parciais removíveis em pacientes com densidade óssea questinável. Este estudo mediu a densidade óssea de 24 mandíbulas secas edêntulas utilizando o sistema de emissão dupla de raios X (DXA). Esses valores (DXA) foramobtidos com o escaneamento mandibular bi e unilateral. Comparados entre si, e com os valores da densidade óssea determinados pela análise digital de imagens obtidas com o filme intra-oral Ultra-speed. O teste "t" de "Student", para amostrasvinculadas, mostrou que as diferentes posições mandibulares apresentam valores de densidades ósseas significativamente diferentes (p<0,01). No entanto, esses valores tem um coeficiente de correação extremamente alto (r=0,9621). A correlaçãoentre a densidade óssea, obtida por meio da digitalização de filme intra bucal Ultra-speed, com a densidade mandibular obtida com o DXA também foi estatisticamente significante. Para a mensuração bilateral, o coeficiente de correlação foi de0,9600 e, para a unilateral foi de 0,9125 para o lado esquerdo e de 0,9304 para o lado direito. Os resultados indicam que a análise bilateral da mandíbula pode ser um valioso método de obtenção da densidade óssea mandibular, pois possuicorrelação direta com a análise unilateral. Asexigências posturais para o escaneamento bilateral facilitam a performance clínica. Existe, também, uma correlação direta entre a densidade óssea mandibular, obtida com o sistema de dupla emissão deraios X (DXA), com as radiografias periapicais digitalizadas, obtidas com o filme Ultra-speed e o uso de uma escala óssea de resina epoxi
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.12.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANSINI, Roberto; CHILVARQUER, Israel. Avaliação in vitro da densidade óssea de mandíbulas edêntulas por meio do sistema de dupla emissão de raios X (DXA) comparada à densidade óssea mandibular obtida com a digitalização de radiografias intra-bucais com o filme ultra-speed "D". 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Mansini, R., & Chilvarquer, I. (1998). Avaliação in vitro da densidade óssea de mandíbulas edêntulas por meio do sistema de dupla emissão de raios X (DXA) comparada à densidade óssea mandibular obtida com a digitalização de radiografias intra-bucais com o filme ultra-speed "D". Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Mansini R, Chilvarquer I. Avaliação in vitro da densidade óssea de mandíbulas edêntulas por meio do sistema de dupla emissão de raios X (DXA) comparada à densidade óssea mandibular obtida com a digitalização de radiografias intra-bucais com o filme ultra-speed "D". 1998 ;
    • Vancouver

      Mansini R, Chilvarquer I. Avaliação in vitro da densidade óssea de mandíbulas edêntulas por meio do sistema de dupla emissão de raios X (DXA) comparada à densidade óssea mandibular obtida com a digitalização de radiografias intra-bucais com o filme ultra-speed "D". 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020