Exportar registro bibliográfico

Estudo de formação e caracterização de hidróxidos de aluminio por métodos óptico-eletrônicos (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANTUNES, MARIA LÚCIA PEREIRA - IF
  • Unidades: IF
  • Sigla do Departamento: FGE
  • Subjects: MATÉRIA CONDENSADA; MICROSCOPIA ELETRÔNICA
  • Language: Português
  • Abstract: Nesta tese foram sintetizadas nove amostras de hidróxido de alumínio, a partir da reação de folhas de alumínio amalgamado em diversos meios reagentes. Esses hidróxidos foram caracterizados por microscopia eletrônica de transmissão, difração eletrônica de área selecionada, microanálise elementar por energia dispersiva, microscopia eletrônica de varredura e difração de raios-X. A caracterização permitiu descrever a morfologia dos cristais obtidos e identificar rotas novas de preparo de hidróxidos de alumínio. Sendo elas: em meio metanal foi sintetizada gibsita (com alteração em seu hábito cristalino); em meio etanol foram sintetizadas misturas de hidróxidos de alumínio (à concentração de 20% resulta em mistura de cristais de baierita e nordstrandita; à concentração de 50%, mistura de gibsita, baierita e pseudoboemita; quando usando o etanol comercial, apenas a pseudoboemita); foi observado que a elevação da concentração de etanol leva a predominância da síntese de pseudoboemita; em meio álcool isopropílico foi sintetizada uma mistura de baierita e nordstrandita e em meio glicerina sintetizou-se apenas pseudoboemita. Foi desenvolvido um estudo de transformação de fase dos cristais de dois dos hidróxidos produzidos por essas rotas: baierita e nordstrandita. Pelos métodos de difração eletrônica de área selecionada e análise térmica diferencial foi determinada a seguinte seqüência de transformações em função da temperatura:alumina-eta'seta'alumina-teta 'seta'alumina-alfa; as modificações na textura e morfologia foram acompanhadas, ao longo desse processo, pelas microscopias eletrônica de transmissão e varredura. Por microscopia eletrônica de transmissão e suas técnicas associadas, o processo de cristalização da nordstrandita pode ser acompanhado, o que permitiu descrever, pela primeira vez, a nucleação e o crescimento desses cristais assim como seus efeitos na morfologia final do cristal. ) O mecanismo de transformação da pseudoboemita em nordstrandita permitiu mostrar, que o modelo de transformação da pseudoboemita pode ser generalizado para as três formas de trihidróxidos de alumínio
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.12.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANTUNES, Maria Lúcia Pereira; SANTOS, Helena Lopes de Souza. Estudo de formação e caracterização de hidróxidos de aluminio por métodos óptico-eletrônicos. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43133/tde-03102012-160238/pt-br.php >.
    • APA

      Antunes, M. L. P., & Santos, H. L. de S. (1998). Estudo de formação e caracterização de hidróxidos de aluminio por métodos óptico-eletrônicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43133/tde-03102012-160238/pt-br.php
    • NLM

      Antunes MLP, Santos HL de S. Estudo de formação e caracterização de hidróxidos de aluminio por métodos óptico-eletrônicos [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43133/tde-03102012-160238/pt-br.php
    • Vancouver

      Antunes MLP, Santos HL de S. Estudo de formação e caracterização de hidróxidos de aluminio por métodos óptico-eletrônicos [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43133/tde-03102012-160238/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020