Exportar registro bibliográfico

Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana-SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: LEITE, MAURICIO AUGUSTO - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Assunto: LIMNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: preferencialmente nas estações 1 e 2, formando um delta na entrada do reservatório. Os dados obtidos para taxa de sedimentação de material em suspensão e nutrientes (como fósforoe nitrogênio total), em comparação a outros sistemas, são considerados elevados, demonstrando o elevado processo de eutrofização, a perda dos usos múltiplos e a diminuição da vida útil do reservatório, bem como os impactos gerados pelasatividades antropogênicas desenvolvidas na bacia hidrográfica, influenciando a qualidade de água do sistemaEste trabalho apresenta o estudo desenvolvido no Rservatório de Salto Grande (Americana, São Paulo) durante o período de agosto de 1996 a julho de 1997, para avaliar a taxa de sedimentação de material em suspensão alóctone que entra noreservatório pelo rio Atibaia (principal afluente) e pela área de entorno, bem como seus efeitos sobre as características físicas, químicas e biológicas do sistema e sua relação com o uso e ocupação da bacia hidrográfica, climatologia emecanimos operacionais da barragem. Para tanto, foram selecionadas cinco estações de coleta considerando-se a morfometria do reservatório, nas quais foram colocadas, mensalmente, câmaras de sedimentação na proporção comprimento/diâmetro 3:1, a30 e 70% da profundidade local, durante um período de 24 horas. Paralelamente à incubação, foram efetuadas medidas iniciais da temperatura, pH, condutividade, oxigênio dissolvido, penetração de luz, material em suspensão e nutrientes (nitrogênioe fósforo total), sendo que do material sedimentado foram quantificados os nutrientes totais e dissolvidos, material em suspensão (total, inorgânico e orgânico), clorofila a e feofitina. Os dados obtidos demonstram um gradiente de deposição dematerial em suspensão no sentido do rio Atibaia (Estação 1) para a barragem (Estação 5), com valores mais elevados no período chuvoso (taxa de sedimentação de '90,0 mg.cm POT.-2.dia POT.-1' e '2,23 mg.cm POT.-2.dia POT.-1' ñas estações 1 e 5,respectivamente) em relação ao período seco(taxa de sedimentação de '6,0 mg.cm POT.-2.dia POT.-1' e '1,0 mg.cm POT -2.dia POT-1'nas estações 1 e 5, respectivamente). A maior contribuição do material em suspensão corresponde à fração inorgânica(entre 60 e 90%) em todas as estações no período chuvoso, sendo que no período seco a fração orgânica torna-se mais expressiva nas estações 3,4 e 5 (aproximadamente 50%). A deposição de nitrogênio e fósforo total apresenta um comportamento semelhante ao do material em suspensão, com valores máximos nas câmaras de sedimentação incubadas a 70%. As taxas de sedimentação de nitrogênio variaram entre 0,1 a '1,0 mg N.com POT.-2. dia POT -1' (estaçào 1, em julho e dezembrode 1996, respectivamente) e as de fósforo entre 4,0 e 50,0 'mü 'g P cm POT.-2.dia POT -1' (estaçào 1, em julho e dezembro de 1996, respectivamente). Para as outras variáveis analisadas, também verificou-se as diferenças espacial (gradientehorizontal) e temporal, as quais foram mais acentuadas entre os períodos seco e chuvoso. Considerando-se os fatores que influenciam o processo de sedimentação, os principais foram a precipitação, a vazão, o tempo de residência da água e asatividades desenvolvidas na área de entorno do reservatório, com períodos diferenciados nas culturas existentes (principalmente a da cana-de-açúcar). Em relação as fontes de entrada de material alóctone, verifica-se que o rio Atibaia é oprincipal contribuinte, sendo que 90% desse material é depositado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.08.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE, Maurício Augusto; ESPÍNDOLA, Evaldo Luiz Gaeta. Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana-SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema. 1998.Universidade de São Paulo, São Carlos, 1998. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-16012002-144438/ >.
    • APA

      Leite, M. A., & Espíndola, E. L. G. (1998). Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana-SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-16012002-144438/
    • NLM

      Leite MA, Espíndola ELG. Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana-SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-16012002-144438/
    • Vancouver

      Leite MA, Espíndola ELG. Variação espacial e temporal da taxa de sedimentação no reservatório de Salto Grande (Americana-SP) e sua influência sobre as características limnológicas do sistema [Internet]. 1998 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18139/tde-16012002-144438/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021