Exportar registro bibliográfico

Construção e análise de tabela de vida ecológica para Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818 (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura da soja (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: MAGRINI, ELIANA APARECIDA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LET
  • Subjects: CONTROLE BIOLÓGICO; ENTOMOLOGIA AGRÍCOLA; PLANTAS OLEAGINOSAS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudaram-se a biologia e a flutuação de Anticarsia gemmatalis em campos de soja nas safras de 1992 a 1997. Em cada ano, foram realizadas duas biologias. Os insetos antes de serem levados ao campo foram criados por duas gerações, em laboratório, sobre folhas de soja à temperatura de 27'+OU-''2 GRAUS'C, fotofase de 14 horas e 60 '+OU-' 10% UR até a fase de pupa. Foram determinados o período de incubação e viabilidade das fases larval e pupas, longevidade dos adultos, número e viabilidade de ovos. O ritmo de postura e razão sexual simultaneamente durante o ciclo da soja nos seis anos estudados, foram realizadas amostragens para se determinar a flutuação natural de ovos e de lagartas. A viabilidade média para a fase de ovo situou-se entre 45,9 (1992) a 79,9% (1997), sendo a duração média de 3,6 dias. O período larval dos indivíduos que originaram fêmeas variou de 9,0 (1993) a 16,7 dias (1997) e a viabilidade média foi de 17,2%. O período de pupas fêmeas e de machos foi particamente o mesmo nos anos estudados (9,8 e 10,6 dias, respectivamente). A longevidade dos adultos fêmeas variou entre 9,0 (1997) a 12,9 dias (1996). O total de ovos colocados foi 73 dos quais 42% viáveis. A razão sexual média foi de 0,5. O ciclo médio da praga (ovo-adulto) foi de 380 pico de postura de lagartas, em condições naturais, ocorreu entre o final do estádio vegetativo e o início do reprodutivo da soja. Observou-se que a taxa líquida de reprodução da espécie aumentou de 2,9 a 7,5 vezes em relaçãoà população inicial, com tempo médio de duração nas gerações entre 33,5 a 40,2 dias, acarretando uma sobrevivência média por geração de 1,2 a 3,2%. O fator chave, responsável pela mortalidade da população, foi a fertilidade real de fêmeas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.09.1998
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAGRINI, Eliana Aparecida; SILVEIRA NETO, Sinval. Construção e análise de tabela de vida ecológica para Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818 (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura da soja. 1998.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1998. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20200111-123711/ >.
    • APA

      Magrini, E. A., & Silveira Neto, S. (1998). Construção e análise de tabela de vida ecológica para Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818 (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura da soja. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20200111-123711/
    • NLM

      Magrini EA, Silveira Neto S. Construção e análise de tabela de vida ecológica para Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818 (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura da soja [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20200111-123711/
    • Vancouver

      Magrini EA, Silveira Neto S. Construção e análise de tabela de vida ecológica para Anticarsia gemmatalis Hübner, 1818 (Lepidoptera: Noctuidae) na cultura da soja [Internet]. 1998 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11146/tde-20200111-123711/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021