Exportar registro bibliográfico

Avaliação da resistência à fratura de caninos superiores, hígidos, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores (1998)

  • Authors:
  • Autor USP: BEZERRA, REBECA BARROSO - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Assunto: MATERIAIS DENTÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: O propósito deste estudo in vitro foi avaliar a resistência à fratura de caninos superiores íntegros, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores. Para tal, 100 caninos, humanos, superiores, recém-extraídos, hígidos e de dimensões semelhantes foram utilizados neste estudo. Os dentes foram divididos em 10 grupos de 10 cada um, a saber: grupo I - dentes hígidos; grupo II - dentes com abertura coronária; grupo III - dentes com abertura coronária e branqueadores; grupo IV - dentes com abertura coronária, branqueados e com remoção das duas cristas marginais; grupo V - dentes com abertura coronária, branqueados, com remoção das duas cristas marginais e restaurados com um cimento de ionômero de vidro modificado por resina; grupo VI - dentes com abertura coronária, branqueados, com remoção das duas cristas marginais e restaurados com um cimento de ionômero de vidro convencional; grupo VII - dentes com abertura coronária, branqueados, com remoção das duas cristas marginais e restaurados com uma resina composta de micropartículas; grupo VIII - dentes com abertura coronária, branqueados, com remoção das duas cristas marginais e restaurados com uma resina composta híbrida; grupo IX - dentes com abertura coronária, branqueados, com remoção das duas cristas marginais e restaurados com a associação de um cimento de ionômero de vidro e uma resina composta; grupo X - dentes com abertura coronária, branqueados, comremoção das duas cristas marginais e restaurados com a associação de um cimento de ionômero de vidro e uma resina composta, além do uso de pinos intracanal. Os dentes foram armazenados em água destilada a '37 GRAUS'C durante o período experimental e os agentes branqueadores foram trocados semanalmente durante 21 dias. Após estes procedimentos, os espécimes foram submetidos ao teste de resistência à fratura na máquina de ensaios universal Kratos até que se fraturassem. Os ) dados obtidos foram submetidos a tratamento estatístico, os quais demonstraram que os preparos cavitários e o branqueamento diminuíram a resistência à fratura dos caninos testados; que o cimento de ionômero de vidro modificado por resina apresentou melhor resultado de resistência à fratura que o cimento de ionômero de vidro convencional; que das resinas compostas testadas a híbrida mostrou-se mais eficiente quanto à resistência à fratura; que as resinas compostas apresentaram valores de resistência à fratura mais elevados que os cimentos de ionômero de vidro; que a associação de um cimento de ionômero de vidro e uma resina composta não apresentou diferenças estatisticamente significantes na recuperação da resistência à fratura e que o uso de pinos intracanal não contribuiu significativamente para o aumento da resistência à fratura dos caninos testados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.10.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BEZERRA, Rebeca Barroso; FICHMAN, Dan Mihail. Avaliação da resistência à fratura de caninos superiores, hígidos, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Bezerra, R. B., & Fichman, D. M. (1998). Avaliação da resistência à fratura de caninos superiores, hígidos, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Bezerra RB, Fichman DM. Avaliação da resistência à fratura de caninos superiores, hígidos, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores. 1998 ;
    • Vancouver

      Bezerra RB, Fichman DM. Avaliação da resistência à fratura de caninos superiores, hígidos, preparados, branqueados e restaurados por diferentes técnicas e materiais restauradores. 1998 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020