Exportar registro bibliográfico

Estudos embriológicos da morfologia floral em Vochysiaceae (1998)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OLIVEIRA, RENATA CARMO DE - IB
  • Unidades: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: BOTÂNICA
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo descreve o desenvolvimento dos esporângios e gametófitos masculino e feminino de quatro espécies de Vochysiaceae. Em Vochyisia cinnamomea, Salvertia convallariodora, Callisthene major e Qualea parviflora, as anteras são tetraesporângiadas e o desenvolvimento da parede do microsporângio segue o padrão básico. A epiderme é persistente na antera madura. O endotécio é do tipo fibroso exceto em V. cinnamomea. As camadas médias sofrem divisões durante o desenvolvimento da antera, mas no máximo uma camada persiste na antera madura. O tapete, origina-se da camada parietal secundária mais interna, das células esporógenas e de células parenquimáticas da região voltada para o conectivo. Nos estágios que antecedem a microsporogênese, este tecido se apresenta bisseriado, trisseriado em alguns pontos, com células binucleadas. As células esporógenas primárias se dividem e suas derivadas se diferenciam em células-mãe de micrósporos. A citocinese é do tipo simultânea e a tétrade de micrósporos tetraédrica. O grão de pólen é liberado na condição bicelular exceto em Salvetia que apresenta pólen tricelular. Os óvulos são hemianátropos, epítropos, crassinucelados e bitegumentados com a micrópila formada por ambos os tegumentos. O arquespório é unicelular em Vochysia e Salvertia e multicelular em Callisthene e Qualea, com a formação de várias células esporógenas. Em Vochysia e Salvertia ocorre a formação de uma única tétrade linear de megásporos por óvulo,enquanto que, em Callisthene e Qualea observa-se a formação de até oito tétrades lineares em um mesmo óvulo. O gametófito feminino se apresenta diferenciado antes da antese em Vochysia e Salvertia. Em Callisthene a esporogênese só se inicia depois da flor aberta e o gametófito feminino está diferenciado cerca de oito dias depois da abertura da flor. Em Qualea, a esporogênese se inicia poucos dias antes da flor se abrir, mas o gametófito só se encontra ) diferenciado cerca de 96 h após a antese. Nas espécies com arquespório múltiplo, mais de um saco embrionário diferenciados foram encontrados. O amadurecimento tardio dos gametófitos femininos pode explicar o atraso na reação de incompatibilidade observada nestas espécies. Como nos sistemas clássicos muitas vezes a reação de incompatibilidade é resultado da interação entre os gametas, essa maturação tardia dos gametófitos femininos observada em Callisthene e Qualea, permite um crescimento dos tubos polínicos até o ovário ou até a micrópila do óvulo. Os dados obtidos colaboram para a avaliação das afinidades entre Vochysiaceae e as demais famílias de Polygalales e podem contribuir com os trabalhos recentes de filogenia que questionam, baseados em dados de sequenciamento gênico, a possibilidade de uma afinidade entre as Vochysiaceae e as Myrtales
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.09.1998

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Renata Carmo de; MORRETES, Berta Lange de. Estudos embriológicos da morfologia floral em Vochysiaceae. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Oliveira, R. C. de, & Morretes, B. L. de. (1998). Estudos embriológicos da morfologia floral em Vochysiaceae. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira RC de, Morretes BL de. Estudos embriológicos da morfologia floral em Vochysiaceae. 1998 ;
    • Vancouver

      Oliveira RC de, Morretes BL de. Estudos embriológicos da morfologia floral em Vochysiaceae. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020